Câmara dos Deputados inicia leitura da segunda denúncia contra Temer

Peça do Ministério Público começou a ser lida no plenário pouco após o meio dia. Prazo para defesa se manifestar começa a correr

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/09/2017 12:32 / atualizado em 26/09/2017 12:49

Gilmar Felix / Câmara dos Deputados
A Câmara dos Deputados começou, às 12h09 desta terça-feira (26/9), a leitura da denúncia contra o presidente Michel Temer, além dos ministros de estado Moreira Franco e Eliseu Padilha. A peça acusatória, enviada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na noite de quinta-feira (21/9), só poderia ser lida em plenário com a presença de ao menos 51 parlamentares na Casa - o que aconteceu apenas hoje.

Coube ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o início da leitura. Logo após, a 2ª secretária da Casa, Mariana Carvalho (PSDB-RO), iniciou a leitura da íntegra da peça, que tem 245 páginas. A leitura foi inicialmente acompanhada de poucos deputados - o plenário anunciava quorum de apenas 47 congressistas no início da sessão.

Com o fim da leitura, o presidente Temer será notificado oficialmente da leitura em plenário. Com isso, corre o prazo de dez sessões para que a defesa dos acusados se manifeste. A partir de agora, começa a tramitação da denúncia na casa, que passará pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e em seguida, pelo plenário da Casa. A aprovação ou não em plenário não provoca o afastamento imediato do presidente e seus ministros - apenas autoriza o STF a julgá-los.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.