STF autoriza advogado de Temer a acessar delação de Funaro

Ministro Edson Fachin determinou que o jurista receba apenas os trechos em que Michel Temer é citado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/09/2017 15:24 / atualizado em 27/09/2017 15:30

 AFP / EVARISTO SA

 
O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu nesta quarta-feira (27/9) acesso do advogado Eduardo Pizarro Carnelós ao conteúdo da delação do doleiro Lúcio Funaro. O acesso ao depoimento não é integral, pois o jurista pode acessar apenas os trechos em que o presidente Michel Temer é citado. Eduardo assumiu a defesa de Temer após o defensor Antônio Cláudio Mariz se afastar do caso.
 
 
Mariz deixou a defesa do presidente por já ter atuado na defesa do doleiro. Ele alega motivos éticos e foi o responsável pela indicação do novo defensor. O ministro Fachin tomou a decisão com base em um entendimento da corte de que como envolve várias pessoas, os advogados das partes não podem ter acesso a todo o conteúdo da delação.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.