Relator de denúncia contra Temer vai se licenciar do PSDB, dizem tucanos

O senador Tasso Jereissati (CE), presidente interino da legenda, disse que tem conversado com Bonifácio e que "soube que ele vai se afastar"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/10/2017 17:41

O deputado Bonifácio de Andrada (MG), relator da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, indicou nesta quarta-feira (4/10), a dirigentes do PSDB que vai se licenciar do partido, uma maneira de reduzir a pressão para que deixe a função na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).


O senador Tasso Jereissati (CE), presidente interino da legenda, disse que tem conversado com Bonifácio e que "soube que ele vai se afastar".

"Existe uma divisão do partido em torno do assunto, então não é conveniente que o relator seja do partido", disse Tasso.

A decisão do deputado mineiro ainda não foi oficializada junto à cúpula tucana. O secretário-geral do partido, deputado Silvio Torres (SP), confirmou que Bonifácio vai se licenciar para permanecer na relatoria.

 

Leia mais notícias em Política

 

Segundo Torres, ele ficará como membro suplente da CCJ e a licença foi sugestão do líder da bancada tucana, Ricardo Tripoli (SP).

"É uma solução meia-sola, o ideal era que ele não fosse o relator. Mas o presidente da CCJ (Rodrigo Pacheco) fez uma escolha pessoal e ele (Bonifácio) aceitou em decisão pessoal também", disse Torres.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.