Maia diz que Câmara vai votar nesta terça só urgência do PL da leniência

Se a urgência da matéria for aprovada, a proposta poderá ser analisada diretamente no plenário, sem passar por comissões técnicas da Câmara

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/10/2017 19:22

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), abriu no fim da tarde desta terça-feira (17/10) sessão plenária para votar o regime de urgência do projeto de lei que trata do novo marco punitivo das instituições financeiras, o chamado PL da leniência. Maia informou que os deputados votarão apenas a urgência hoje, ficando o mérito da proposta para ser votado na quarta-feira no plenário.
 
 
"Como estamos tendo a CCJ e como a prioridade hoje é continuação dos trabalhos lá, para que a gente possa votar (a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer) nesta semana lá e semana que vem no plenário, vou votar hoje só a urgência do projeto, para que a gente possa votar amanhã o mérito da matéria (no plenário da Casa)", afirmou Maia ao abrir os trabalhos.

O projeto cuja urgência será votada substitui a medida provisória (MP) 784/2017. Ele foi apresentado nesta terça-feira (17/10) pelo deputado Pauderney Avelino (DEM-AM), aliado de Maia. Se a urgência da matéria for aprovada ainda hoje no plenário da Casa, a proposta poderá ser analisada diretamente no plenário, sem passar por comissões técnicas da Câmara.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.