35% dos empresários devem aderir à Black Friday em 2017

O evento ocorre na última sexta-feira de novembro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
Segundo levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), cerca de 35% dos empresários brasileiros vão aderir à Black Friday 2017. Quase 50% acham que a data será melhor ou igual que em 2016. Apesar disso, a maioria dos empresários não estão animados para o dia. Cerca de 62% dos entrevistados afirmam não pretender participar da Black Friday. 


Segundo a pesquisa, 23% acreditam que a data contribui para aumentar as vendas no final do ano. Mas a Black Friday ainda engatinha no Brasil. Nos anos anteriores, sofreu com prejuízos na reputação, diante de algumas mercadorias que não apresentavam reais descontos. “Promoção: a metade do dobro”, ficou conhecido. 

“Para os empresários, diferentemente das promoções convencionais, trata-se de uma liquidação de época, cujo objetivo é liquidar o máximo de produtos das lojas com intuito de renovar estoques e aquecer as vendas”, afirmou Roque Pellizzaro, presidente do SPC Brasil. A data festiva fez com que 21% dos que vão participar do Black Friday investissem ou devem investir no estabelecimento.

O evento ocorre na última sexta-feira de novembro. Mais de 50% dos empresários não acreditam que é um termômetro para as vendas de Natal. “O ato de presentear no Natal representa uma importante tradição, rodeada de simbolismos e elementos emotivos que são considerados na compra de presentes. Já na Black Friday, trata-se de uma compra pessoal, com a finalidade de aproveitar um grande desconto. Ainda assim, as vendas no Black Friday podem indicar um consumidor mais otimista e com possível mais apetite às compras no Natal”, afirmou a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.