Temer diz que decreto de transplantes é mais importante que CCJ

Temer assinou antes da votação um decreto que dá mais protagonismo a familiares na decisão sobre autorizar ou não o transplante de órgãos em casos de morte encefálica e acaba com a doação presumida

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/10/2017 22:36

Em uma tentativa de mostrar despreocupação, o presidente Michel Temer disse nesta quarta-feira (18/10) que o decreto sobre transplante de órgãos assinado por ele à tarde é mais importante do que a votação da denúncia criminal contra ele na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, concluída a poucos minutos.
 

Temer saiu vitorioso na CCJ, por 39 a 26 votos. "Neste momento em que nós assinamos esse decreto, eu digo que o ato mais importante do dia de hoje, embora a Comissão de Constituição e Justiça esteja proferindo o seu parecer agora, mas o dia mais importante para mim, o fato mais importante do dia é, precisamente, este ato. De modo que eu fico muito honrado pela oportunidade de ter assinado esse decreto, e tenho absoluta convicção de que ele produzirá os melhores efeito", disse Temer, conforme discurso divulgado pela Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República, depois de cerimônia restrita no Palácio do Planalto.

Temer assinou antes da votação um decreto que dá mais protagonismo a familiares na decisão sobre autorizar ou não o transplante de órgãos em casos de morte encefálica e acaba com a doação presumida. "Hoje, o aproveitamento dos órgãos não é tão intenso como deveria ser, e eu penso que este ato vai incentivar, exatamente, a utilização desses órgãos para serem transplantados", disse o presidente.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.