Fachin manda soltar homem que foi preso por ligação com dinheiro de Geddel

Equipes de investigação encontraram digitais do ex-diretor-geral da Defesa Civil de Salvador Gustavo Ferraz nas notas encontradas no apartamento ligado ao ex-ministro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/10/2017 15:38

Lula Marques/AGPT/Fotos Públicas.

 

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou soltar o ex-diretor-geral da Defesa Civil de Salvador Gustavo Ferraz. Ele estava preso junto com o ex-ministro Geddel Vieira Lima. Gustavo foi detido no caso envolvendo o montante de R$ 51 milhões, encontrados em um apartamento de Salvador, que de acordo com as investigações, foi emprestado a Geddel. 

 

Leia mais notícias em Política

 

De acordo com a Polícia Federal, as digitais de Gustavo foram encontradas nas notas de dinheiro que estavam no imóvel. Ao determinar a soltura, na tarde desta quinta-feira (19/10) o ministro Fachin decidiu que ele não poderá sair a noite, usar telefone, internet e deve permanecer com tornozeleira eletrônica. Para ficar em liberdade, ele também deve pagar fiança de R$ 93 mil. O ex integrante da Defesa Civil está preso no Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, desde o começo de setembro.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.