Em vídeo, Temer exalta leilão do pré-sal e fala em investimento realizado

Duas áreas não foram vendidas, o que reduziu em R$ 1,6 bilhão o valor esperado (R$ 7,75 bilhões)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/10/2017 17:06

Evaristo Sá/AFP
Depois de usar o Twitter para comemorar o resultado do leilão da Agência Nacional de Petróleo (ANP) das 2ª e 3ª Rodadas de Partilha de Produção do pré-sal, o presidente Michel Temer gravou um vídeo, divulgado nas redes sociais para destacar o que considerou um "excelente resultado".

"Hoje, tivemos a primeira rodada de licitações do pré-sal sob o novo modelo de exploração de petróleo e gás idealizado pelo meu governo. Tivemos um excelente resultado. Participaram empresas nacionais e estrangeiras de vários países. Obtivemos bônus de outorga expressivo e o excedente em óleo a ser repartido com a União alcançou cifras significativas", disse na mensagem.

Apesar disso, a arrecadação gerada pelo leilão, de R$ 6,15 bilhões, foi menor do que o estimado inicialmente. Duas áreas não foram vendidas, o que reduziu em R$ 1,6 bilhão o valor esperado (R$ 7,75 bilhões).

Na mensagem, Temer afirmou que são esperados investimentos de R$ 100 bilhões no Brasil pelas empresas vencedoras. "O setor ainda deve criar, ao longo do tempo, até 500 mil novos empregos. Repito: 500 mil novos empregos. Isso significa mais inovação e desenvolvimento para as regiões diretamente beneficiadas e, naturalmente, para todo o País", destacou Temer, que pretende usar a redução do desemprego como uma das marcas de seu governo em comparação aos governos petistas. 
 
 

Segundo o presidente, a exploração das reservas deverá gerar cerca de US$ 130 bilhões em royalties e outras fontes de arrecadação. "Isso, naturalmente, se traduz em mais recursos para a União, Estados e municípios. E ainda saliento, em nível federal, 75% dos recursos arrecadados com a exploração do pré-sal serão gastos em educação. Os outros 25%, destinados à saúde."

Temer ressaltou que o resultado alcançado mostra a retomada da confiança no país. "Com seriedade, trabalho, planejamento e transparência, estamos recuperando a confiança na economia brasileira e retomando o ciclo de investimentos produtivos", afirmou.

Batalha judicial


O presidente já havia usado as redes sociais para comemorar a realização do leilão, que chegou a ser suspenso por uma liminar na madrugada desta sexta-feira. "Leilão do pré-sal: R$ 6,15 bilhões em arrecadação, mais investimentos e empregos para o povo brasileiro", escreveu o presidente. Temer disse ainda que depois de quatro anos sem leilões do pré-sal, "o Brasil mostra que atrai interesse de grandes empresas e entra em novo ciclo de crescimento". "O esforço do governo para tornar as regras mais claras fez desta sexta-feira um dia histórico. O Brasil voltou!", completou. 

Temer acompanhou o desenrolar do imbróglio judicial envolvendo a liminar e recurso em torno do leilão do pré-sal e foi informado diretamente pela ministra da Advocacia-Geral da União (AGU), Grace Mendonça, que o governo havia conseguido garantir a realização do leilão. A ministra foi nesta sexta cedo ao gabinete do TRF1, em Brasília, conversar com o desembargador Hilton Queiroz e apresentar os argumentos da AGU para garantir a realização do leilão. Assim que a decisão que derrubou a liminar foi assinada ela telefonou para o presidente. 

Segundo fontes do Planalto, Temer também foi informado do andamento do caso pelo subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Gustavo do Vale Rocha. Advogado de confiança do presidente, Rocha também esteve no TRF1 para acompanhar extraoficialmente a situação.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.