Prefeito de cidade baiana que estava foragido se apresenta à PF

Agnelo Santos, que ocupava o cargo principal da prefeitura de Santa Cruz Cabralia fugiu das equipes da Polícia Federal

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/11/2017 16:41

O prefeito Agnelo Santos, da cidade de Santa Cruz Cabrália, do Sul da Bahia, se apresentou na Superintendência da Polícia Federal do estado na tarde desta terça-feira (7/11). Ele é um dos três prefeitos que fugiram durante as ações da Operação Fraterno, que desmontou uma organização criminosa acusada de fraudar licitações em três cidades baianas. Durante as buscas, realizadas pela manhã, Agnelo não foi localizado pelas equipes policiais.



De acordo com a Polícia Federal, a organização montada para o cometimento dos crimes era liderada pelos prefeitos Robério Oliveira, de Eunápolis, Cláudia Oliveira, de Porto Seguro e Agnelo. Os três, que pertencem a mesma família, são acusados de prejudicar contratos que movimentaram até R$ 200 milhões. Eles estão sendo procurados por conta de mandados de condução coercitiva, emitidos pela Justiça.

 

Leia mais notícias em Política

 

Em um vídeo, gravado em 2012, a prefeita Cláudia Oliveira afirma que vai construir uma ponte com R$ 2 bilhões, sendo que vai desviar R$ 1 bilhão. "Vou construir uma ponte aqui pra comunidade. A ponte vai custar R$ 2 bilhões, sendo que R$ 1 bilhão eu fico", afirmou Cláudia aos risos. Os demais prefeitos informaram que vão se entregar nesta quarta-feira (08), mas não responderam as mensagens encaminhas pela reportagem. Ao todo, foram emitidos 21 mandados de prisão temporária, 18 de condução coercitiva e 42 de busca e apreensão, expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.