Deputados de oposição instalam Frente para prevenção de homicídios

Além delas, outros quatro projetos sobre segurança pública ainda devem ser votados esta semana

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
Na semana em que a Câmara vota uma série de projetos ligados à área da segurança pública, foi instalada, na manhã desta quarta-feira (8/11), a Frente Parlamentar pela Prevenção à Violência e Redução dos Homicídios. A iniciativa é liderada pelo deputado Alessandro Molon (Rede-RJ), que coordenará o grupo. O lançamento oficial da Frente está marcado para 6 de dezembro.

Na avaliação de Molon, a Câmara "perdeu a oportunidade de fazer um debate mais profundo sobre segurança" antes de colocar a pauta em votação, apreciando de maneira açodada diversos projetos relativos ao tema. Ontem, os deputados aprovaram, em plenário, duas propostas. Uma delas exclui do Código Penal o dispositivo que atenua a pena quando o criminoso for menor de 21 anos. A outra determina que as operadoras de celular devem instalar bloqueadores de sinal em presídios. Além delas, outros quatro projetos sobre segurança pública ainda devem ser votados esta semana.

"Sou um pouco cético quanto à imagem que se procura vender, de que foi aprovado um monte de coisa para resolver o problema, quando se perdeu a oportunidade de fazer um debate mais profundo. Como a Câmara não fez, a Frente vai fazer", anunciou o parlamentar da Rede, em entrevista no Salão Nobre da Câmara.

De acordo com Molon, o lançamento da Frente marcará a apresentação de um pacote de medidas sobre segurança pública, com foco na redução dos índices de homicídios no Brasil. "O objetivo da nossa Frente é lançar luz sobre esse tema e trabalhar para que o Congresso apresente ao país propostas na direção da prevenção, que é o que vem dando resultado em todos os outros países", destacou.

Além de Molon, coordenador da Frente, fazem parte do grupo recém formado os deputados André Figueiredo (PDT/CE), Paulão (PT/AL), Edmilson Rodrigues (PSOL/PA), Alice Portugal (PCdoB/BA), Marcivânia (PCdoB/AM), Tadeu Alencar (PSB/PE), João Arruda (PMDB/PR), Aliel Machado (Rede/PR), Subtenente Gonzaga (PDT/MG, Mara Gabrilli (PSDB/SP), Flávia Moraes (PDT/GO), Bebeto (PSB/BA), Reginaldo Lopes (PT/MG) e Ronaldo Lessa (PDT/AL).
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.