Publicidade

Estado de Minas

Justiça concede liberdade à irmã de Funaro

Magistrado do DF acatou pedido da defesa e entendeu que Roberta Funaro não sabia dos atos ilícitos do irmão


postado em 11/12/2017 20:13

O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, decidiu conceder liberdade para Roberta Funaro, irmão do doleiro Lúcio Funaro. Ela foi presa em maio deste ano, acusada de participar do esquema de corrupção no qual Funaro estava envolvido. Roberta foi flagrada recebendo uma mala com R$ 400 do executivo Ricardo Saud, da JBS. No entanto, em junho o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, concedeu a reclusão em prisão domiciliar.
 
 
O magistrado Ricardo Leite aceitou um pedido da defesa, que solicitou a soltura alegando que ela "teve participação ocasional" nos atos do irmão. Funaro afirmou em depoimento válido pelo acordo de delação premiada que Roberta não sabia que o dinheiro que estava na mala era de origem ilícita. A decisão será enviada para a Vara de Execuções Penais e a irmã do doleiro também fica autorizada a retirar a tornozeleira eletrônica.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade