Publicidade

Estado de Minas

MP e polícia fazem ação no Rio para prender 22 acusados de integrar milícia

Entre os denunciados estão policiais militares, que foram incriminados à Auditoria Militar do estado do Rio


postado em 14/12/2017 11:22

O Ministério Público (MP) do Rio de Janeiro e a Polícia Civil fazem uma operação nesta quinta-feira (14/12) para prender 22 acusados de envolvimento com uma milícia que atua nos municípios de Duque de Caxias, São João de Meriti e Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Além deles, estão sendo cumpridos mandados de prisão preventiva contra quatro acusados que já tinham sido presos em agosto deste ano.

Entre os denunciados estão policiais militares, que foram incriminados à Auditoria Militar do estado do Rio. Um dos principais alvos do MP e da Polícia Civil é o policial reformado Manoel Cabral Queiroz Júnior, apontado como um dos líderes da grupo criminoso.
 

A denúncia do Ministério Público tem como base investigações da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense. Segundo o MP, a milícia atua extorquindo comerciantes da região, em troca de suposta segurança. O grupo também pratica roubo de carros e age com grande violência, executando inimigos.

De acordo com o MP, os criminosos já chegaram a desfilar com suas vítimas algemadas por ruas e praças da Baixada antes de matá-las. Todos os integrantes da organização criminosa foram denunciados por integrar milícia privada.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade