Pai de santo invade convenção do PMDB para livrar Temer de macumba

"Fizeram um trabalho de macumba contra o presidente Temer. Por isso que ele teve a doença", afirmou o religioso, identificado como Pai Uzêda

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/12/2017 20:31 / atualizado em 19/12/2017 20:40


Filipe Cardoso/PMDB Nacional
 
Um homem identificado como "pai de santo" invadiu nesta terça-feira (19/12) um ato oficial do presidente Michel Temer para livrá-lo de uma macumba, segundo afirmou. 

Sacudindo ramos de uma planta chamada guiné, "usada contra morte e doença", durante convenção do PMDB, o suposto pai de santo garantiu estar "curando" Temer de uma macumba que teria provocado suas recentes problemas de saúde.
 

O presidente, que se preparava para discursar na convenção nacional do PMDB, reagiu com bom humor quando o homem invadiu o palanque: estendeu-lhe deu a mão e chegou a erguer os braços rapidamente para que o pai de santo pudesse lhe dar um "passe".

"Fizeram um trabalho de macumba contra o presidente Temer. Por isso que ele teve a doença", afirmou o religioso, identificado como Pai Uzêda. 

"Jogaram pesado contra o presidente. O trabalho foi feito contra o doutor Michel foi para ele morrer", acrescentou. 

Uzêda disse ter sido contratado pela família do presidente para "purificar" seu gabinete e a residência oficial de energias negativas. 

A assessoria de imprensa do Palácio do Planalto negou essa informação e disse que Pai Uzêda não tem qualquer vínculo com Temer e sua família. O Planalto acrescentou que o mandatário foi surpreendido pelo religioso, que simplesmente "apareceu na convenção e subiu no palco". 

Desde outubro, Temer passou por três cirurgias: uma angioplastia tripla para desobstruir vias coronárias, uma operação de próstata e uma desobstrução da uretra.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.