Publicidade

Estado de Minas

No Twitter, Lula se diz "extremamente tranquilo" com julgamento

Ex-presidente Lula usou microblog para dizer que é alvo de críticas, mas que está seguro de sua inocência. Em Porto Alegre, desembargadores julgam recurso do petista sobre condenação no caso do triplex


postado em 24/01/2018 11:39 / atualizado em 24/01/2018 12:29

(foto: Reprodução/Twitter)
(foto: Reprodução/Twitter)


Enquanto acompanha a sessão que julga seu recurso, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva usou o Twitter para se defender das acusações sobre o caso do triplex do Guarujá (SP). O petista se disse "extremamente tranquilo" e com a consciência de que não cometeu nenhum crime. "A única coisa certa que pode acontecer é eles dizerem que o Moro errou", escreveu o ex-presidente no microblog.


Nos posts, Lula relata críticas feitas contra ele, o PT e também contra a ex-presidente Dilma Rousseff. "Resolveram criticar porque o PT estava fazendo demais. Pq estávamos conversando demais com a Bolívia, com o Equador, com a Venezuela ao invés de conversar com os EUA. O que incomoda eles é que a gente não queria ser mais do que ninguém, mas não aceitamos ser menos", afirmou o ex-presidente.



Lula afirmou ainda que o que está acontecendo com ele é “muito pouco” diante do que está acontecendo com os desempregados no Brasil. “Talvez ainda não tenha passado o efeito da anestesia que foi dada no povo brasileiro. Se contou muita mentira sobre o PT, sobre a @dilmabr (Dilma Rousseff). Diziam que ia melhorar… Agora o povo está começando a acordar”, escreveu.

 

O ex-presidente usou a rede social também para criticar o atual governo, do presidente Michel Temer. Na avaliação dele, estão rifando a Petrobras, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Caixa Econômica Federal. 

O petista também fez um agradecimento ao apoio que está recebendo. "Quero agradecer os companheiros que estão aqui comigo. Os companheiros do MST, do Levante Popular... Um beijo no coração. Se tem uma coisa que carrego na alma é que esse sindicato é responsável por tudo que eu fui na vida." 


Ao lado de metalúrgicos em São Paulo

O ex-presidente Lula acompanha o julgamento do recurso no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) no prédio do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP). Ele chegou por volta das 10h15 desta quarta-feira (24/1) e entrou no local pela garagem.
 
A sessão começou às 8h30, em Porto Alegre. O petista estava acompanhado do ex-prefeito de São Bernardo (SP) e pré-candidato ao governo do Estado de São Paulo, Luiz Marinho. Ele assiste à sessão acompanhado de um pequeno grupo de pessoas, entre sindicalistas, amigos pessoais e petistas. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa de Lula.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade