Publicidade

Estado de Minas

'Sempre vi nele uma pessoa correta', diz Eliseu Padilha sobre Geddel

Ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha prestou depoimento em Brasília como testemunha de defesa de Geddel Vieira Lima


postado em 06/02/2018 15:40 / atualizado em 06/02/2018 15:43

(foto: Evaristo Sá/AFP)
(foto: Evaristo Sá/AFP)

 
O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha (MDB-RS), afirmou, nesta terça-feira (6/2), em depoimento à Justiça, que sempre viu o ex-ministro Geddel Vieira Lima como "uma pessoa correta". 
 
Padilha prestou depoimento como testemunha de Geddel na 10ª Vara Federal de Brasília. O processo investiga a suposta interferência do ex-ministro para tentar impedir que o doleiro Lúcio Funaro firmasse acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Padilha afirmou que não teve nenhuma orientação e não procurou Funaro no momento em que ele negociava um acordo de colaboração com a Justiça. Ele revelou que conheceu Geddel em Brasília na década de 1990. "Eu sempre vi nele uma pessoa correta. Nós nos conhecemos por conta do mandato de deputado, em 1995", afirmou o ministro. 

Preso na Papuda 


Geddel está preso no Complexo Penitênciaria da Papuda, acusado de envolvimento em um esquema de pagamento de propina para políticos e empresários. A Polícia Federal encontrou malas com R$ 51 milhões em espécie em um apartamento ligado a ele em Salvador.

Padilha prestou depoimento por videoconferência, direto de seu gabinete. Por ser ministro, o juiz Vallisney de Souza, que conduz o caso, solicitou ao ministro que informasse dia e hora para prestar o depoimento. Como não houve resposta, o próprio magistrado marcou a audiência.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade