Alunos debatem combate à pirataria e preservação do patrimônio público

Crianças compreenderam, por exemplo, o valor de pedir uma nota fiscal no comércio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/12/2017 06:00

Luis Nova/Esp. CB/D.A Press

De maneira lúdica, crianças e adolescentes aprenderam sobre a importância da educação fiscal e como os tributos podem contribuir para a construção de uma sociedade mais justa. Eles descobriram, por exemplo, o valor de pedir a nota fiscal no comércio. Com essa consciência plena, os alunos também se tornaram multiplicadores do conhecimento, estando aptos a conscientizar também a família e os amigos, como aponta a equipe pedagógica do projeto.

A leitura de textos voltados para o combate à pirataria, montagem de cartazes, paródias musicais e até uma festa junina com moeda própria foram os instrumentos utilizados no Projeto “Educação Fiscal — Aprendendo para viver em sociedade”, desenvolvido pela Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor Oscar Machado. 

Localizada na zona rural do município de Santa Vitória do Palmar, no ponto meridional do estado do Rio Grande do Sul, a 499 quilômetros da capital Porto Alegre, a escola implantou o programa que atendeu a todos os 238 alunos da instituição, da educação infantil (Pré I, faixa etária de 4 anos) ao 9º ano do ensino fundamental. 

A diretora da escola, Silviana Luz, destaca que o projeto é fruto de uma obra coletiva e contou com a participação da coordenação pedagógica e de todos os professores. Teve também o apoio da Secretaria Municipal de Educação e da Secretaria Municipal da Fazenda do município.

“Foi uma experiência inesquecível. Os alunos viveram uma verdadeira imersão num universo pensado e focado na educação fiscal”, explica uma das coordenadoras do projeto, a professora Giliane de Souza. A educadora ressalta que os alunos puderam se inspirar, trazendo na bagagem novas ideias a serem aplicadas na vida real.

Para atingir alunos de diversas séries escolares e diferentes idades, a equipe envolvida esclarece que o projeto foi pensado de maneira ampla, para atingir toda a comunidade escolar. “Da pré-escola ao quinto ano, os pedagogos desenvolveram o projeto "Arraial fiscal", em que trabalharam o programa educação fiscal integrado às festas juninas”, pontua Giliane.

Já os professores dos anos finais do ensino fundamental, de disciplinas como português, geografia, matemática e línguas estrangeiras, trabalharam com três temas específicos: combate à pirataria, preservação do patrimônio público e a exigência da nota e do cupom fiscal — um direito e um dever de todo cidadão.

Para Giliane, “o benefício direto desse projeto é a conscientização dos menores cidadãos sobre a importância da educação fiscal no cotidiano de suas vidas”. Na premiação, a diretora da escola, Silviana Luz, e o prefeito do município de Santa Vitória do Palmar, Wellington Bacelo, receberam o certificado de finalista no prêmio.

Onde fica
Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor Oscar Machado
Projeto: Educação Fiscal - Aprendendo para viver em sociedade 
Santa Vitória do Palmar, Rio Grande do Sul (RS)

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.