PHOTO & GRAFIA

Passado vivo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/01/2015 08:00 / atualizado em 16/01/2015 12:41

Zuleika de Souza

Bem antes dos candangos chegarem ao Planalto Central, os bandeirantes deixaram aqui fazendeiros, que formaram grandes latifúndios. A Fazenda Sobradinho dos Melos é um deles — ocupava parte das regiões administrativas do Paranoá e de Sobradinho, na bacia do Rio São Bartolomeu, e entrou para a história quando abrigou a Missão Cruls em suas buscas pelo Centro-Oeste.

A casa-grande dessa fazenda, construída provavelmente em 1884, está de pé graças aos donos atuais, que a adquiriram na década de 1990. Em 1996, fizeram a restauração, comandada por Roeland Emiel Steylaerts, membro da Fundação Maurício de Nassau. Hoje, o local se chama Fazenda Velha, uma das raras edificações coloniais dentro do quadradinho.

A bela propriedade, às margens do Ribeirão Sobradinho, está aberta a visitação. Fica a 40 minutos da Rodoviária do Plano, com acesso pela DF-330, e a 10 minutos do Paranoá. No site da fazenda, há mais informações de como chegar e fazer as reservas. Os visitantes podem passar o dia, almoçar, andar a cavalo, passear de charrete, pescar ou, simplesmente, ficar à sombra das centenárias mangueiras e conhecer um pouco do como se vivia no pré-DF.

Zuleika de Souza/CB/D.A Press
 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.