FITNESS

Com remos se vai longe

O Lago Paranoá é perfeito para a prática do esporte, um dos mais completos para a musculatura e queima de calorias

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/02/2015 08:00 / atualizado em 29/01/2015 18:11

Gláucia Chaves

Brasília está pegando fogo. Pelo menos os brasilienses têm uma alternativa para se refrescar e, de quebra, não perder o pique das atividades físicas: os 48km² do Lago Paranoá. Uma das opções de esportes náuticos que aliam contato com a natureza e altíssimo gasto calórico é o remo. De acordo com Fabiano Dias Pereira, instrutor da modalidade, 50 minutos da atividade queima, em média, de 800 a 1.000 calorias. Além disso, o profissional frisa que o esporte é um dos mais completos que existem, uma vez que trabalha, simultaneamente, 85% da musculatura. "Trabalha membros inferiores e superiores, principalmente o abdômen, a parte posterior das coxas e os glúteos", detalha.

Zuleika de Souza/CB/D.A Press

O remo é versátil e se adapta ao praticante. Seja para perder peso, seja para ganhar massa muscular, é possível direcionar o treino para resultados praticamente imediatos. "Em duas semanas, o aluno já consegue ver o resultado", garante Fabiano Pereira. O sucesso é tanto que ele até brinca: satisfação garantida ou o dinheiro da aula de volta, literalmente. Até agora, ninguém quis o reembolso.

Apesar de ser um esporte que exige esforço, os treinos são personalizados de acordo com o condicionamento físico do aluno. Antes de cair na água, contudo, há um treino inicial, para que o futuro atleta aprenda a "dirigir" o barco. Nas primeiras aulas, Pereira explica que o objetivo é desenvolver a coordenação motora e o equilíbrio. Para aprender os movimentos básicos necessários para fazer o barco sair do lugar, os alunos usam uma máquina que simula remo. Lá, o instrutor passa a metodologia da remada. Só depois é hora de remar na água. "É um esporte técnico, diferente do caiaque e do stand up paddle (SUP), que você pega de primeira", completa Fabiano Pereira.

Rodrigo Fernandes do Prado, professor de educação física e instrutor de remo, explica que o fato de o remo trabalhar glúteos, pernas e abdômen faz com que o esporte seja popular entre as mulheres. "Durante uma remada, é como se a pessoa fizesse abdominais." De acordo com ele, não é preciso nenhum tipo de preparo físico prévio para começar a remar — inclusive sedentários podem se sair muito bem. "Aqui em Brasília, temos regatas de categorias que vão até 80 anos de idade", completa.

Apesar de ser uma modalidade de esforço, não é preciso nenhum tipo de preparo físico prévio. "Há vários alunos que praticam enquanto fazem fisioterapia, se tiverem indicação médica",

reforça Rodrigo Prado. Praticamente não há impacto nas articulações nem risco de lesões — o que faz do remo um tratamento acessório para hérnias de disco, tendinites e recuperações pós-cirúrgicas.

A bombeira Flávia Nóbrega, 30 anos, rema desde 2006. O objetivo principal dela era encontrar uma atividade física ao ar livre, para compensar os treinos na academia. "Escolhi o remo porque é o esporte mais completo que existe, trabalha todos os membros." Para ela, foi essencial para melhorar o condicionamento físico e diminuir a porcentagem de gordura. "Em um mês, já comecei a ver os resultados, porque é uma atividade que queima muitas calorias", completa. "É um exercício aeróbico, como a corrida e a natação, só que cansa mais."

Agradecimento:

Minas Brasília Tênis Clube e Remo Brasília

Benefícios do esporte

* Grande desenvolvimento cardiorrespiratório. Atletas e praticantes de remo ganham capacidade de absorção de oxigênio bem acima da média.

* Grande queima calórica: o esporte é ideal para quem quer perder peso e massa gorda. Uma hora de remo pode levar à queima de até 1.200 calorias.

* Ganho de massa muscular: a prática leva ao ganho de massa muscular, principalmente de pernas, glúteos e abdômen (responsáveis por 70% da força empregada em uma remada), além de braços, peito e costas (os 30% restantes).

* Flexibilidade: trabalha constantemente a flexão e a extensão de pernas e braços, além do tronco. O remo auxilia ainda na correção de postura, ideal para quem trabalha muito tempo na mesma posição.

* Segurança: por ser um esporte aquático de baixo impacto, o remo não oferece riscos de lesões e não tem qualquer contraindicação. É o esporte que menos apresenta lesões entre os atletas de alto rendimento.

Fonte: Remo Brasília
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Lost
Lost - 01 de Ferveiro às 14:31
Para ser perfeito de verdade precisava ter fiscalização sobre as embarcações que de vez em quando atropelam banhistas e desportistas no lago...