CASA

Camada de luxo

Mármore, madeira, granito, tijolos e até cimento: seja qual for o material eleito, a escolha do revestimento ideal precisa levar em conta o restante da decoração

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/03/2015 08:00 / atualizado em 31/03/2015 11:10

Gláucia Chaves

Na decoração, a máxima "o que vale é a beleza interior" não se aplica totalmente. Escolher o revestimento de ambientes internos e externos é parte importantíssima da composição de qualquer projeto que se preze. Acontece que, assim como na moda, o mundo da decoração também adora uma novidade. Hoje, o mercado conta com opções que vão desde revestimentos feitos com materiais reciclados a chapas com pedras semipreciosas.

Anualmente, empresas expoentes do ramo se reúnem para mostrar as novidades de ponta na Expo Revestir, maior feira do segmento da América Latina. Elder Mioni, engenheiro civil e diretor da Tamboré Mármores, explica que a escolha do material deve levar em consideração não só a beleza, mas também a funcionalidade. "Não adianta colocar um mármore numa pia de cozinha, por exemplo. O mármore mancha na cozinha e pode ficar com marcas de cortes. O granito é mais resistente", ensina. Para quem não quer correr o risco de errar, vale uma dica curinga da decoração: cores neutras, como branco ou bege, combinam com qualquer paleta de cores e texturas.

Mioni reforça que não há limites para a criatividade, desde que se tenha em mente o próposito do local em que o revestimento será usado. Um hall de entrada da sala com mármore preto, por exemplo, não seria adequado, avalia o engenheiro. "Esse é um material que risca com muita facilidade. Em seis meses, ele estará todo riscado." Entre as novidades do mercado para quem quer ser ousado, ele destaca os revestimentos com pedras semipreciosas. O material consiste em chapas com as joias, que são usadas geralmente em detalhes ou mesmo como "quadros" na parede. "É um jeito diferente de ousar", aponta o engenheiro.


Textura da natureza
A série Nebula Alpha é parte da famosa série Silestone Nebula, do grupo Cosentino. É composta por quatro cores e duas texturas inspiradas em pedras naturais. A tonalidade Ariel foi pensada para trazer calma e luminosidade. Os veios difusos criam uma composição capaz de integrar diferentes estilos decorativos.


Continuidade de padrões
A linha Dekton, da Cosentino, tem padrão simétrico de aplicação a partir de um único desenho. A cor Aura, uma das criadas na nova coleção, pode ter até oito versões diferentes de um único motivo. Os veios que se casam de uma placa à outra ajudam a reforçar a sensação de continuidade.


Versatilidade vintage
A série Hive, uma das 18 novas séries da Roca Cerâmica, tem desenhos geométricos e cores destonalizadas. A textura mescla pedras de diversas tonalidades e relevos orgânicos sutis. Feito de porcellanato plus, é ideal para ambientes internos residenciais e comerciais de tráfego médio.


Provençal na parede
A série Piastrelle faz parte das 18 novas séries da Roca Cerâmica. O revestimento tem inspiração na arte provençal, com relevos elegantes e traços delicados. Pode ser usado para criar detalhes decorativos ou mesmo revestir grandes espaços.


Madeira de lei
Da Incepa, a série Woodcut simula patchwork de madeira. Feito de porcellanato esmaltado, o revestimento tem relevos tridimensionais combinados com a impressão digital de alta definição. Indicado para painéis decorativos, mobiliários (balcões ou nichos) e paredes em espaços internos.


Cobertura sustentável
Feito com vidros de lâmpadas fluorescentes, telas de tevê, monitores de computadores e resíduos da produção de louças, o revestimento da Linha Brick Contemporâneo, da Lepri, tem inspiração nos tijolos ingleses e norte-americanos. Resistente e de fácil manutenção, é indicado para pisos e paredes de áreas internas ou externas.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.