PHOTO & GRAFIA

Salve a cor!

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/04/2015 08:00 / atualizado em 09/04/2015 16:49

Zuleika de Souza

Zuleika de Souza/CB/D.A Press

O arquiteto Eduardo Negri fez quase uma centena de blocos em várias superquadras da cidade. O uso da cor é uma marca do seu trabalho nas fachadas e nos azulejos. A 314 Sul era bem homogênea, com todos os blocos projetados pelo companheiro de Niemeyer. Havia azulejos coloridos em todos os pilotis. Sobravam quatro prédios com azulejos. Um deles, em azul, está sendo retirado.
Zuleika de Souza/CB/D.A Press

A 202 Sul também tem obras de Negri. O Bloco A acaba de ser restaurado e preservaram os azulejos verdinhos. No Bloco E, seu Wilson recebe os visitantes mostrando com orgulho o painel azul que ele pensava ser de Athos Bulcão. Mesmo não sendo do mestre, merece ser protegido e admirado como símbolo de uma época (que, inclusive, está na moda). João Henrique Cunha Rego, artista que se especializou em azulejaria, tem feito muitos painéis. O seu da 203 Sul faz o maior sucesso.

O arquiteto Breno Rodrigues, defensor da cidade e do seu modernismo, acha que devem ser feitos “restauros e não reformas que desfiguram os projetos”. Deve-se trocar o revestimento desgastado. “Muitas fábricas fazem réplicas perfeitas que podem durar mais 50 anos”, aponta. E custa bem menos do que colocar granito.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.