Smash the cake!

Tradição de fotografar e filmar bebês em primeiro contato com um bolo conquista brasileiras

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/05/2015 17:05 / atualizado em 04/05/2015 17:19

Renata Rusky /Revista

Bebês costumam adorar tudo que é colorido, tem luzes ou faz barulho. As mães adoram registrar em fotos e vídeos cada momento e reação da cria. Com o intuito de ter mais recordações fofas dos pequenos, nos últimos dez anos, virou tradição nos Estados Unidos fazer um ensaio fotográfico e até um vídeo do bebê experimentando e brincando com um bolo nas vésperas do primeiro aniversário. A moda que levou o nome de smash the cake (do inglês, esmagar o bolo) chegou também no Brasil e se tornou parte do cronograma de muitas mães no primeiro ano de vida dos bebês.


Marina Santos

O guia alimentar para crianças menores de 2 anos desenvolvido pelo Ministério da Saúde não recomenda a ingestão de açúcar por bebês até essa idade. Por causa disso, algumas mães, apesar de honrar o que começa a ser uma tradição, ficam com o pé atrás. Foi o caso de Thalita Pagliarin. Lucas tinha 11 meses quando as fotos foram feitas. "Eu não queria que ele comesse por ter açúcar demais. Ele hoje está com 1 ano e três meses e praticamente não conhece açúcar. Ele até chegou a colocar na boca, mas nao gostou", conta. Mesmo assim, ela garante que foi muito divertido.

Rafaella Ramos encontrou outra solução para a questão do açúcar. Ela fez um bolo sem leite, sem açúcar e sem glúten, apenas beterraba e cenoura. Dessa forma, não precisou se preocupar e conta: "Ela não gostou da textura da cobertura. Um pouco pegajosa. Mas em seguida descobriu que era de comer. Botou a mão bolo a dentro e arrancou um pedaço". A mãe decidiu que faria as fotos para que a pequena Helena, que completou 1 ano na última sexta-feira, experimentasse livremente, sem acessórios - talheres, pratos, mesa) - em intermediários: "Era só ela e o bolo". Rafaella, porém, admite: "O resultado, as fotos, ficaram excelentes. Mas lá, na hora, foi bem normal. Pra ela foi só comida mesmo e ela comendo como sabe. A gente que faz a farra de achar bonitinho".

Wander Milhomen
 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.