CASA

A modernidade do grafismo

Versátil e inspiradora, a tendência ganha paredes, móveis, almofadas e até tapetes em uma releitura influenciada pela estética dos anos 1960

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/05/2015 08:00 / atualizado em 08/05/2015 16:23

Gláucia Chaves

Misturar desenhos geométricos na decoração é uma opção ousada. A coragem, contudo, vale a pena: por meio de efeitos visuais variados, o grafismo pode ser uma forma interessante e criativa de sair do senso comum. Denise Zuba, designer de interiores e organizadora da Mostra Artefacto Brasília, explica que a releitura é fortemente influenciada pela estética dos anos 1960, em especial, a produção do artista Athos Bulcão. "Isso está acontecendo também internacionalmente, em peças de decoração, fotos e em várias outras coisas", enumera.


O grafismo, segundo Denise, tem como principal vantagem a versatilidade: se a mistura de estampas traz dinamismo e modernidade ao ambiente, alguém mais discreto pode se valer da tendência para criar uma decoração mais sutil. "Dá um ar futurista, leve e elegante", resume. Segundo Clarice Garcia, coolhunter e pesquisadora de tendências, trata-se de um resgate dos tempos do artesanato. Mesclando antigas tradições a materiais modernos, aproxima as pessoas de suas "raízes ancestrais". "Ele traz o étnico que não é explícito, por ter uma geometria mais limpa e monocromática", analisa.

 

A mistura e a sobreposição de referências estão em alta, de acordo com Clarice Garcia. Para os mais discretos, que não querem ousar muito, a dica da profissional é escolher geometrias monocromáticas ou tom sobre tom. "O legal mesmo é misturar", reforça. Já para a arquiteta Yeda Garcia, a mistura deve ser feita com parcimônia. "É preciso saber abusar e dar uma unidade. Tem que conseguir uma harmonia a partir da desarmonia." Muitas referências, cores e texturas usadas ao mesmo tempo podem transformar a decoração em algo fugaz, na opinião da especialista, uma vez que o morador pode enjoar de tanta informação (ou confusão) visual em pouco tempo. "O ambiente não pode ficar insuportável, precisa acolher, não pode estressar visualmente."


Ideias para a sua casa

  • Para incluir a tendência na decoração de forma discreta, uma dica é trocar as capas de almofadas (elas podem ser substituídas de maneira mais prática e barata);
  • Outra ideia para não sobrecarregar o ambiente é apostar em cores neutras com uma peça de mobiliário ou objeto de decoração com desenhos geométricos;
  • Caso você não tenha medo de ousar, uma ideia bacana é investir em estampas diferentes para a parede e para o tapete, por exemplo. Para manter a harmonia, tente seguir uma paleta de cores que será usada não apenas para os objetos estampados, mas para todo o ambiente;
  • Outra solução é ter imagens, como um conjunto de quadros ou serigrafias, dispostas juntas em um canto único da casa;
  • O papel de parede, com seu evidente impacto visual, também é uma forma prática de aderir ao grafismo.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.