BELEZA

Cara limpa

O barbear rente e sem machucados é possível com uma boa lâmina e alguns cuidados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/06/2015 08:00 / atualizado em 23/06/2015 14:12

Renata Rusky /Revista

Apesar de a barba por fazer e a barba bem cheia (o famoso visual de lenhador) estarem na moda, muitos homens raspam o rosto diariamente. Alguns para não revelar falhas nos pelos; outros por preferirem uma aparência clean. Há aqueles que sofrem com a lâmina — se cortam sem querer ou ficam com poros inflamados. Barbear-se exige tanto cuidado e atenção quanto bons instrumentos. Deixar de lado qualquer uma dessas providências é arriscar a pele.

Não é à toa que muitos homens preferem a assistência profissional de um barbeiro. Caio Cabral, dono de uma barbearia da cidade, esclarece os procedimentos seguidos pelos funcionários para um barbear menos agressivo: "Nossos barbeiros usam espuma e toalha quente para amolecer os pelos e abrir os poros, antes de tirar a barba. Ao fim, o processo é o contrário. Usam a toalha gelada para fechar os poros, além de produtos pós-barba". As lâminas descartáveis usadas nesse tipo de estabelecimento também são uma vantagem a mais. Para quem prefere raspar em casa mesmo, Cabral indica o uso diário de cremes que descongestionem e hidratem a epiderme, além de emulsões pós-barba e filtro solar.

Um erro muito comum é passar a lâmina na direção contrária ao crescimento dos pelos, em busca de um corte mais rente. É mito: o que faz diferença é a gilete estar nova e afiada, e ela tende a perder o fio após cinco barbeadas, no máximo.

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.