FITNESS

Pais e padrastos podem incentivar a vida esportiva das crianças

A prática de exercícios físicos em família é extremamente saudável e positiva para todos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/08/2015 08:00 / atualizado em 31/07/2015 17:26

Zuleika de Souza/CB/D.A Press
 

 

O amor pelo esporte pode passar de pai para filho. A prática de exercícios físicos em família é extremamente saudável e positiva para todos, pois o esporte é capaz de estreitar as relações e afinidades dentro de casa. "Os pais influenciam tanto na prática quanto na escolha da modalidade. Qualquer outro hábito também pode ser passado do pai para a criança. Eles devem incentivar e apresentar diferentes modalidades", explica a personal trainer infantil Sílvia Lobato.

Eduardo, 12 anos, ou Dudu, se encantou pelo basquete graças ao padrasto — que é professor de educação física. "Ele sempre pedia para ir à academia comigo e até fazia outros esportes, mas não focava em nenhum. Quando conheceu o basquete, não parou mais", conta Wesley Paixão, 38 anos.

Ele conta que participa ativamente dos treinos e do preparo físico do garoto. "Não interfiro muito na parte técnica. Sempre respeito a idade e os limites dele", explica Paixão, que é só elogios para o garoto. "Ele é muito disciplinado, tanto para o treino quanto para a alimentação. Sempre está muito disposto", afirma.

Mãe do menino, a servidora pública Luciana Andrade, 36 anos, conta que o companheiro foi inspiração para Dudu. "Antes, ele fazia alguns esportes, mas não era apaixonado por nenhum. Quando viu que o Wesley gostava de basquete, começou a jogar também e até agora não parou mais", afirma a mãe de Dudu.

Eduardo tem aulas três vezes por semana e, além disso, faz treinamento funcional. Além do basquete, eles praticam outros esportes juntos. "A gente faz corrida e às vezes stand up paddle", afirma Paixão.

A matéria completa para assinantes está aqui. Para assinar, clique aqui.



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.