ENCONTRO COM O CHEF

A vista do bom apetite

O chef José Torres conta sobre a parceria de quatro décadas na cozinha de um dos estabelecimentos mais tradicionais %u2014 e aprazíveis %u2014 da cidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/08/2015 08:00 / atualizado em 07/08/2015 19:16

Luis Rafael Feitosa Campos /Correio Braziliense

Zuleika de Souza/CB/D.A Press


Não é novidade alguma que a comida, mesmo sendo a parte mais importante da degustação, não é a única. Até porque não há prato no mundo que resista à pressa, a má escolha de uma bebida ou, pior, a um ambiente que não faça os olhos acompanharem o prazer das garfadas. Brasília uma das cidades mais bonitas que eu conheço e isso é uma vantagem que vários chefs aproveitam. Afinal, fica difícil não se apaixonar mais ainda pela vista do Lago Paranoá quando ela vem acompanhada de um belo prato, não é mesmo?
O chef José Torres, do BierFass Lago, conhece bem esse poder. Afinal, já são 40 anos na cozinha da rede, 12 deles tendo as águas brasilienses como parte do segredo do seu tempero. “Há muitos pratos que servem para acompanhar esse visual. E vários foram pensados exatamente para isso”, afirma. Um exemplo é o Tornedor ao Lago Azul, uma das receitas da coluna de hoje. O filé perdeu o conhecido nome de A moda da casa para prestar uma homenagem à vista oferecida pelo restaurante.
Torres sabe que, seja para brasilienses ou visitantes, o Pontão é um dos locais de maior poder turístico da capital. Mas que, independentemente da bela paisagem, quem vai até lá também quer ter uma boa experiência gastronômica. E, sendo assim, o cardápio deve acompanhar as características do local. “Só que já estou acostumado. Para mim, cozinhar para quem é de Brasília e para o turista é o mesmo desafio”, garante.
A cozinha de José Torres é recheada de conhecidos. Além de trabalhar com amigos, ele conta que seus filhos também estão no trabalho e até mesmo os donos do restaurante são parte da sua família. E isso o deixa à vontade para cozinhar os pratos que mais gosta. “Eu adoro fazer bacalhau e camarão, até porque são os que mais saem. Mas, no meu almoço, decido na hora o que vou preparar.”
E há sempre espaço para comida nordestina. “Até porque eu sou de lá, né? Mas, o que acho mesmo é que o melhor prato é aquele do jeito que o cliente pede. Sempre pensei assim e tento agradá-los”, garante. Pelo menos, de beleza, o cliente de José Torres não tem do que reclamar. Afinal, se comer bem já é uma realidade em Brasília, fazer isso às margens do Paranoá dá ainda mais prazer ao bom apetite. Deixo aqui a pergunta: qual é o restaurante mais bonito da cidade?

Serviço:
BierFass Lago
Endereço: SHIS QL 10 – Pontão do Lago Sul
Telefone: (61) 3364-4041

Tornedor ao Lago Azul
Tempo de preparo: depende do ponto do filé
Rendimento: 1 porção

200g de filé-mignon
Sal a gosto
Pimenta-do-reino a gosto
50ml de azeite
1 xícara de molho madeira
2 colheres de sopa de cogumelos laminados

Modo de Preparo
Tempere o filé-mignon com sal e pimenta. Em uma frigideira, aqueça e grelhe a carne até dourar os dois lados. Acrescente os cogumelos, o molho madeira
e apure. Disponha o filé em uma travessa e coloque
o molho por cima. Sirva com arroz à piemontese,
purê de batata e seleta de legumesde sobremesa e frite-as em óleo quente e abundante.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.