ENCONTRO COM O CHEF

Sabor e cerveja

Restaurantes brasilienses investem na criação de pratos que podem ser harmonizados com a bebida dourada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/09/2015 08:00 / atualizado em 06/09/2015 16:51

Rafael Campos

Já faz um bom tempo que, para mim, chamar alguém para tomar uma cerveja não significa comprar apenas a que estiver mais gelada. Mesmo que a baixa temperatura ainda seja crucial (basta dar uma olhada nos termômetros de setembro para entender o porquê), o universo dessa bebida deixou de ser limitado às marcas mais conhecidas, rendendo até mesmo novas amizades com quem entende do assunto e está disposto a me explicar mais sobre ela.

E não estou sozinho nessa mudança. E é por isso que diversos restaurantes da cidade agora se preocupam não somente com a carta de vinhos. "Sou bastante fã de cervejas especiais e, como já tínhamos as opções de vinho, decidimos também oferecê-las aos clientes", explica Andrei Prates, do Cantucci Bistrô. E, claro, não adianta apenas apresentar as bebidas, é preciso criar pratos que garantam a harmonização. "Ambas as cartas foram pensadas para que as pessoas pudessem conhecer as possibilidades. Estamos tentando facilitar um novo hábito."

Para ajudar, Andrei conta que o bistrô tem realizado eventos periódicos para amantes e recém-chegados aos produtos artesanais. "Isso ajuda a quebrar o gelo e também a desmistificar o uso das cervejas na gastronomia." Ele diz que os encontros têm conseguido fazer com que os comensais se abram para as novas experiências gastronômicas que envolvem a bebida. Mas, para que isso aconteça, ele frisa que fazer com que os rótulos combinem com os pratos servidos não é suficiente.

"Temos também alguns que são coringas. Eles são mais fáceis de harmonizar, casando com as mais diversas opções." Apesar do cuidado na hora de selecionar a comida que se adequa a cada cerveja, Andrei garante que a ciência é sempre a mesma: a busca por um retrogosto do alimento que se assemelhe ao da bebida, mas ofereça uma nova sensação. E isso também serve para o vinho. "A diferença é que, com o vinho, o mais indicado é que ele seja provado antes do prato. Já com a cerveja, sugerimos que ela seja tomada somente na hora de comer."

Andrei conta que as Indian Pale Ale ou IPAs têm sido as mais procuradas, por se dar muito bem com carnes, algo que o brasiliense adora. Sobre o mercado, Andrei acredita que nenhum fã das artesanais fica sem beber as suas preferidas atualmente no DF. "Brasília já oferece uma grande quantidade de cervejas para a uma boa harmonização. Trazemos sempre rótulos novos nos eventos, mas conseguimos encontrar novidades sempre", afirma. Sendo assim, por que não pedir logo a carta de cervejas na sua próxima ida a um restaurante?

Tagliatelle frutos do mar

Ingredientes

160g de tagliatelle

1 e 1/2 litro de água

50g de tomatinhos-grape

Camarão, lula, mexilhão, vongole e polvo

140g de molho pomodoro caseiro

Manjericão a gosto

30 ml de azeite

Pimenta-do-reino a gosto

Alho

Sal fino a gosto

2 colheres (sopa) de sal grosso

Modo de preparo

Em uma caçarola, coloque a água para ferver. Quando começar a borbulhar, adicione o sal grosso. Tempere os frutos do mar com sal e pimenta-do-reino. Doure o alho na frigideira e, em seguida, acrescente os frutos do mar. Refogue rapidamente. Adicione os tomatinhos partidos ao meio e sem sementes (passe-os pela água). Acrescente o molho pomodoro e muito manjericão. Coloque a massa na água quente, cozinhe até ficar al dente, escorra e vire direto no molho bem quente. Adicione azeite ao molho e mexa para que penetre bem na massa. Decore o prato e sirva.

Tempo de preparo: 30min

Rendimento: 1 porção



Bacalhau mediterrâneo

Ingredientes

400g de lombo de bacalhau dessalgado

Para o Confit de Pimentões

30g de pimentão-vermelho em cubos pequenos

30g de pimentão-amarelo em cubos pequenos

30g de cebola em cubos pequenos

1 colher de chá de sal

1 ramo de tomilho

1 dente de alho

1 folha de louro

Azeite de oliva a gosto

Modo de preparo

Coloque a cebola e os pimentões em uma panela com o alho, o tomilho, o louro e o sal e cubra com azeite de oliva. Deixe em fogo baixo, sem borbulhar, por aproximadamente 30 min.

Para o purê de grão-de-bico

1 e 1/2 xícara (chá) de grão-de-bico

1 caixinha de creme de leite

2 colheres (sopa) de cebola ralada

2 colheres (sopa) de manteiga

1 colher (chá) de sal

1 e 1/2 xícara (chá) de grão-de-bico

Modo de preparo

Lave o grão-de-bico e coloque-o em uma panela de pressão com 1 litro de água. Tampe e cozinhe por 50 minutos ou até ele ficar macio. Retire do fogo, tire a pressão da panela e abra. Escorra a água, bata o grão-de-bico no processador com o creme de leite e passe por uma peneira, aparando em uma tigela. Em uma panela, refogue a cebola na manteiga. Junte o creme e o sal. Cozinhe, sem parar de mexer, com um batedor manual por 2 minutos. Retire do fogo e sirva decorado com o manjericão.

Modo de preparo do bacalhau

Com o purê pronto, preaqueça o forno a 180ºC, coloque o lombo de bacalhau dessalgado em uma frigideira com azeite quente e sele o bacalhau para evitar que ele perca água. Leve o bacalhau selado ao forno e acompanhe enquanto ele doura (em média 20 minutos).

Tempo de preparo: 2h30

Rendimento: 2 porções

Serviço:

Cantucci Bistrô

Endereço: SCLN 403, Bloco E, Loja 3

Telefone: 3328-5242
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.