MODA

Vestido para o rock

No segundo editorial com os estilosos da cidade, Gustavo Bertoni, vocalista da banda Scalene, abre seu armário e mostra como a música interfere na hora de escolher uma roupa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/11/2015 08:00 / atualizado em 20/11/2015 11:04

Zuleika de Souza/CB/D.A Press
 

 

Gustavo Bertoni, 22 anos, é o vocalista do grupo brasiliense Scalene e o cabeça da banda quando o assunto é estilo. O jovem talento abriu seu guarda-roupa e mostrou um pouco do visual, cheio de referências do universo da música. “Faço parte de uma banda de rock e isso acaba definindo o meu jeito de vestir”, conta.


Na hora de escolher uma roupa, o cantor se inspira em ícones da música, como Josh Homme e Green Dallas. O rockabilly e o retrô são a base de seus looks. “Muitas das referências da moda vêm de ícones da música. A irreverência e a ousadia de ambas as áreas estão sempre conversando. Acredito muito em inconsciente coletivo: para onde a arte e a música vão caminhando, a moda vai junto”, acrescenta.


Nessa inspiração, as botas e as jaquetas de couro são suas peças-chave. “Sou bem clássico. Um colete, por exemplo, já é algo ousado pra mim. Sou muito branco e não gosto muito de usar cor aberta. Não fico legal. Também não costumo usar pulseiras, relógios ou colares. De acessórios, só óculos de sol ou de leitura”, explica Gustavo.


Ele revela também que ele e a banda têm autonomia para escolher o figurino. Mesmo durante o período em que participaram do concurso Superstar, da Rede Globo, apesar da assessoria prestada pelo programa, a maioria das produções usadas fazia parte do acervo da própria banda. “É algo bem natural. Já estamos juntos há quase sete anos. A gente já faz compra pensando em não destoar do estilo da banda.”

 

Zuleika de Souza/CB/D.A Press
 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.