CRÔNICA DA CIDADE

Cachorro quente do Doutor

Doutor está estacionado há 29 anos no balão da 316 Norte, ao lado da Igreja Messiânica. A presença do carrinho vermelho na boca da quadra reconforta a vizinhança e introduz um pouco de previsibilidade no caos cotidiano

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/12/2015 15:35 / atualizado em 13/12/2015 17:49

Gustavo Falleiros


As lojas da comercial já trocaram de cara mil vezes. Governos entraram e saíram. Mas Doutor, como é conhecido Ednaldo José Martins, 44, soube manobrar em meio às ondas para ficar exatamente no mesmo lugar.

A constância é uma moeda forte, sobretudo no ramo alimentício. Você pode pedir o completo, com tudo o que tem direito, ou subtrair algum ingrediente: batata-palha, queijo ralado, ervilha e milho, nessa ordem. Na base de tudo, está o inegociável: salsicha, molho e pão. “Refrigerante sempre gelado e um sorriso para acompanhar”, anotou uma cliente no TripAdvisor. “Não tem firulas, é um cachorro quente simples e honesto”, acrescentou um comentário.


Com diligência, Doutor fez a vida e criou os filhos. Teve empregos paralelos até consolidar o negócio. Foi, por exemplo, garagista e auxiliar de padaria (na mesma quadra, o que facilitava a jornada dupla). Nos tempos de aperto, a família se mudou para Planaltina. Hoje, eles moram ali do lado, no Edifício Flamboyant, na 116. Nada mau para um “garoto de circo”, que experimentou o nomadismo da vida mambembe em Arapiraca (AL) antes de se mudar para a capital.

De 1986 até hoje, houve umas poucas interrupções nessa história de labuta. Em 1990, Ednaldo tentou montar o negócio em Maceió, mas não deu certo. A aventura durou apenas 6 meses. Agora, o pior dissabor que um trabalhador pode ter, ele sentiu justamente no 1º de maio passado, quando um Voyage prata encostou na calçada. Em plena luz do dia, um grupo de malfeitores cortou os cadeados e levou embora o reboque (câmeras de segurança filmaram a ação). Nunca mais foi localizado.

É nessas horas que o universo retribui em dobro o que foi semeado. Os moradores das quadras próximas se engajaram em uma campanha. “Deu muita repercussão na rede social. A clientela fez essa vaquinha. Assim, em 4 de julho, reinauguramos o ponto. Naquela noite, fizemos uma surpresa para os clientes: todo o cachorro quente e o refri foram gratuitos”, lembra o comerciante, que planeja comemorar o aniversário de 30 anos do empreendimento em grande estilo. Enquanto isso, Doutor aguarda a sua visita. De segunda a sábado, a partir das 19h30. Sem falta.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.