Encontro com o Chef

A delícia de beliscar

Nada melhor que um bom petisco para acompanhar a cerveja e o bate-papo entre amigos. Pensando nisso, Diego Reis investiu na lista variada de tira-gostos do bar que comanda

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/03/2016 08:00 / atualizado em 18/03/2016 15:52

Chico Science dizia que uma cerveja antes do almoço ajuda a pensar melhor. Estou longe de ter a capacidade poética do compositor pernambucano, mas, não só concordo com ele, como faço um adendo: um petisco junto à cerveja é muito bom para curtir um happy hour. E ninguém que gosta de barzinho ou de boteco duvida disso. Justamente por ser assim, a busca por exclusividade entre os bares é sempre grande. Afinal, bebida gelada é obrigação.

"Além da exclusividade, os principais pontos são a beleza do prato, já que todo mundo come com os olhos, e a quantidade farta. A gente não pode pensar apenas naquela visita do cliente, mas no retorno", explica Diego Reis, do restaurante e lounge Zero61. Na lista de opções exclusivas, um dos carros chefes é o nugget de rabada: bolinho frito recheado com a saborosa carne que você confere nas receitas de hoje.

Jefferson Sousa Ribeiro, chef da casa, explica que o segredo está em retirar o máximo possível da gordura do rabo e caprichar no tempero. E dá dicas para quem vai comprar a carne para preparar em casa. "Além de procurar sempre a peça que esteja com a cor mais vermelha, fique de olho na quantidade de gordura. Assim, você terá menos trabalho." Para o chef, outro ponto importante em relação aos petiscos é que a oferta seja variada, um outro detalhe importante para conquistar os clientes. "Além do nugget e do carpaccio, ainda temos vários salgados, e começamos a oferecer o quibe."

Diego Reis comenta que, desde que abriu a casa, sempre pensou nela como um local onde os aficionados por esportes pudessem curtir as competições com os amigos. E o melhor, que eles sempre fizessem isso na companhia de um bom tira-gosto. "Então, sentamos e pensamos como consumidores: o que a gente gostaria de comer enquanto estivéssemos vendo os jogos? Foi assim que definimos o cardápio e hoje percebemos que 60% dos clientes pedem algo para comer."

Além disso, ele garante que todos os itens foram escolhidos para que fiquem prontos e servidos mesa em uma média de 15 a 20 minutos. "Por isso, as várias opções de empanados, que são mais práticos. Os pratos a la carte levam um pouco mais de tempo: entre 25 e 35 minutos." Ele também explica que os garçons são treinados para mostrar aos clientes os petiscos e estimular a fome de quem está no restaurante. "Isso gera vontade de provar algo. Até porque Brasília já passou dessa fase em que as pessoas saem apenas para beber."

 

 

Nugget de rabada

Rayan Ribeiro/ Divulgação

Ingredientes:

5kg de rabada

500g de manteiga

200g de cebola

100g de alho

1 maço de salsinha

2 litros de leite

6 baguetes

2kg de farinha de trigo

Modo de preparo:

Cozinhe a rabada com antecedência e depois desfie. Em uma panela separada, coloque a manteiga, o alho e a cebola e, em seguida, acrescente a rabada desfiada com a salsinha. Embebede a baguete no leite e una à rabada. Misture e vá acrescentando, aos poucos, a farinha de trigo para cozinhar. Depois, deixe esfriar e, quando for enrolar, unte as mãos com azeite.

Para empanar:

1 xícara de farinha de trigo

2 ovos

Leite

3 xícaras de farinha de rosca

Modo de preparo:

Separe três formas. Coloque a farinha de trigo em uma delas, os dois ovos misturados com leite em outra e a farinha de rosca na terceira. Passe o salgado enrolado em cada uma das formas e depois frite.

 

Leia a reportagem completa na edição nº 566 da Revista do Correio. 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.