Desfiles de modelos masculinos roubam a cena no penúltimo dia da SPFW

João Pimenta e Murilo Lomas chamaram atenção com suas coleções masculinas. O segundo, estreante na temporada, não decepcionou.

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/04/2016 09:46 / atualizado em 29/04/2016 10:10

Marcelo SoubhiaFOTOSITE


Entre peças agender (sem gênero) como saias midi e camisas, os modelos protagonizaram momentos de euforia da plateia. Inclinadas, a maioria das convidadas se empolgou com a beleza dos homens que passavam pela passarela, muitos sem camisa ou só de sunga.

Marcelo Soubhia/FOTOSITE


João Pimenta foi mais conceitual que Murilo Lomas, que seguiu um caminho mais comercial. Ao som de uma mini orquestra, quatro paratletas medalhistas de ouro fizeram a abertura do desfile de Pimenta. As peças tiveram inspiração militar, com coturnos e jaquetas, e mais discreta em calças e shorts, por exemplo.

Zé Takahashi / FOTOSITE


Salinas, Amir Slama e Água de Coco por Liana Thomaz trouxeram à moda praia todo um glamour. Peças mais elaboradas podem migrar das praias para outros ambientes facilmente.

A coleção da Salinas foi inspirada nas paisagens urbanas de Miami, com cores fortes, vibrantes e com tom esportivo. As peças da Água de Coco vieram com muitas tendências. Saídas de praia midi, fendas e decotes profundos apareçam no desfile inspirado na Amazônia. As estampas, que contaram com aplicações de crochê, por exemplo, traziam flores, folhagens e animais. O cobre e o dourado também aparecerem em profusão.

Na passarela de Amir Slama foram vistas coleções femininas e masculinas, cada uma com uma inspiração diferente. Para as peças femininas as referências vieram dos anos 1930 e 1940 e em Brigitte Bardot. Com muitos babados e franjas, o rosa e o vermelho se destacaram.

Marcelo Soubhia/FOTOSITE


No repertório masculino, Amir surpreendeu e ousou. Sungas muito cavadas, com vazados laterais e traseiros, quase deixavam os "cofrinhos" dos modelos musculosos expostos. O preto e branco predominaram e a inspiração veio da moda fitness. O inegável é que, independente do gosto para moda, os convidados (homens e mulheres) ficaram extasiados com os modelos, eram suspiros por todas as fileiras.

Marcelo Soubhia /FOTOSITE


O desfile de Helo Rocha fechou a noite. Buscando o inspiração no cangaço, a estilista afirmou estar resgatando suas origens e buscando mostrar um lado diferente do cangaço: a delicadeza. Vestidos fluidos com bordados manuais de linha e aplicação de tachas misturavam o couro e a organza. Tons pastéis, azuis e off white compuseram a paleta de cores do desfile.

Marcelo Soubhia/FOTOSITE
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.