Casa

Tijolinho, tijolo, tijolão

Tido como rústico, o acabamento tem sido bastante adotado em ambientes modernos. O segredo está no uso equilibrado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/07/2016 08:00

 

Uma das tendências mais atemporais para a decoração de ambientes são os tijolinhos. Seja na versão tradicional (com cara de barro), seja nas releituras (pintados ou de pedra), os quadradinhos podem estar presentes em qualquer cômodo, dentro e fora de casa. "Eles têm uma característica rústica, que pode ser moderna, a depender do jeito como é usado. Trazem um visual mais arrojado e uma sensação de conforto. Normalmente, representam um elemento aconchegante para o ambiente", explica a arquiteta Larissa Dias.

 

É preciso, porém, tomar cuidado para que o ambiente não fique muito pesado. O interessante é o contraste entre o rústico e o contemporâneo. As peças de cores mais escuras funcionam melhor com menos elementos decorativos, enquanto os clarinhos combinam com objetos coloridos.

 

Entre as infinitas possibilidades de texturas, a escolha deve levar em conta o estilo do design, o custo-benefício e o local a ser instalado. As peças com mais textura devem ficar longe da cozinha, por exemplo, por serem mais difíceis de limpar. "No fim das contas, é uma questão de sensibilidade. Não tem um padrão. O importante é evitar que a parede tenha problemas, como infiltração, para que o tijolinho não caia", afirma o arquiteto Eduardo Sáinz.

 

E, para colocá-los, nada de quebradeira. O mais usado hoje é uma espécie de revestimento que é só a capinha do tijolo, uma peça que tem cerca de um centímetro de espessura (um tijolo tem 15cm), e que pode ser encontrada em várias cores e tamanhos. Para as peças mais rústicas, ainda há a possibilidade de aplicar um verniz para selar e dar um pouco mais de brilho ao acabamento.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.