SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

NEURÔNIOS EM DIA

Não devemos subestimar nosso instinto na hora de tomar decisões

A intuição pode acertar em até 90% das vezes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/11/2016 19:01 / atualizado em 16/11/2016 19:15

Por Ricardo Teixeira*

Fernando Lopes/CB/D.A Press

Pesquisadores da Universidade de Tel Aviv conduziram um experimento que aponta que nosso cérebro tem mecanismos que permitem escolher a melhor solução de um problema na velocidade de um raio, sem termos muita consciência disso. Os resultados foram publicados no prestigiado periódico PNAS.

Os voluntários que participaram da pesquisa analisavam a tela de um computador em que apareciam duas colunas, uma ao lado da outra. Cada coluna mostrava sequências de pares de números que se sucediam de forma muito rápida e os participantes eram orientados a apontar qual das duas colunas tinha pares de números de maior valor quando somados.

Dois a quatro pares de números eram apresentados a cada segundo e, nessa velocidade, não era possível realizar cálculos e muito menos registrar os números na memória. Quando olhavam seis pares de números por segundo concomitantemente, o acerto era em torno de 65%, mas, espantosamente, quando a tela mostrava 24 pares de uma vez, os acertos chegavam a quase 90%.

Essa intuição aritmética aponta que o cérebro tem a capacidade de absorver sem muita consciência várias informações picadas que serão traduzidas em uma ideia maior. Pode-se chamar esse fenômeno de integração de valor, pré-cognição, e explica porque muitas vezes antecipamos algum acontecimento. É o tal pressentimento que a ciência tem mostrado, cada vez mais, que não tem nada de místico ou paranormal.

 

*Dr. Ricardo Teixeira é neurologista do Instituto do Cérebro de Brasília e professor de pós-graduação em divulgação científica e cultural na Unicamp. 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade