MODA

Com peças românticas e clássicas, figurino de La La Land é show à parte

Os looks usados por Emma Stone e Ryan Gosling para compor os sonhadores Mia Dolan e Sebastian Wilder têm inspiração no clássico Cantando na Chuva e em divas como Grace Kelly

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/01/2017 16:30 / atualizado em 25/01/2017 17:06

Paris Filmes/Divulgação
Resgatando o ar dos clássicos musicais de Hollywood, La La Land encanta e lidera a corrida do Oscar com 14 indicações, igualando o recorde de Titanic, em 1998. Uma das indicações é a de melhor figurino, o que já era esperado pelos looks vintage exibidos no longa e que são essenciais na construção visual dos números musicais.

A figurinista Mary Zophres usou referências em filmes clássicos e musicais. Cantando na Chuva, principal inspiração do diretor Damien Chazelle, também foi usado como fonte criadora para Zophres.
 
Paris Filmes/Divulgação

 
O romantismo dominou as produções usadas por Emma Stone. Vestidos rodados de comprimento midi e cores fortes foram as grandes estrelas, seguidas pelos looks descontraídos e retrô do dia a dia. Camisas com decote em v delicado combinadas a saias e sapatilhas vem logo em seguida. Não é difícil imaginar a grandes divas do cinema como Audrey Hepburn, Grace Kelly e Katharine Hepburn nas peças escolhidas.
 
Paris Filmes/Divulgação
 
 
Quem se encantou e quer copiar o figurino da personagem Mia tem motivos de sobra para se jogar no estilo. O retrô romântico já deu as caras em alguns dos desfiles da semana de moda de Paris que acontece nesta semana. Além disso, para que as peças não brigassem com a personagem, uma barista aspirante à atriz, Zophres trouxe looks de lojas de departamento e apenas um dos vestidos usados por Emma Stone, o azul royal do início do filme, é de grife.
 
Paris Filmes/Divulgação
 
 
As produções usadas por Ryan Gosling são menos exuberantes que as de sua colega, mas não ficam para trás em termos de estilo. O personagem Sebastian é apaixonada por jazz e tem um tom melancólico e saudosista, o que é transferido para seu estilo. Camisas com calça social, blazer para os momentos mais formais e um sapato social preto e branco são combinados com gravatas típicas da década de 1950 e dão tom clássico.
 
Paris Filmes/Divulgação


O figurino se configura como um dos elementos que transporta o espectador para um mundo onde o clássico encontra o moderno em harmonia. Quem assiste trechos isolados do filme pode até ficar em dúvida sobre a época em que a história é contada.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.