Encontro com o Chef

Em restaurante diferente, clientes sentam com desconhecidos e escolhem menu

Duas jovens se uniram para propor um conceito diferenciado de restaurante: um lugar para comer bem, onde desconhecidos sentam-se juntos, interagem entre si e ainda dão palpite no menu e até na música

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/03/2017 08:00 / atualizado em 10/03/2017 21:24

Elas nasceram em Brasília, estudaram no mesmo colégio e têm vários amigos em comum. Mas só se conheceram há pouco mais de dois anos durante uma viagem a Barcelona. De cara, Danielle Chauvet, 23 anos, e Bárbara Caldeira, 25, descobriram várias afinidades, como a paixão pela boa mesa, o prazer de uma conversa agradável, a admiração pela economia colaborativa e o espírito empreendedor. Não deu outra! Logo, se tornaram grandes amigas. E sócias.

De volta a Brasília, Danielle, que fazia intercâmbio em Paris, e Bárbara, que passava uma temporada em Amsterdã, decidiram pôr em prática um plano que começou a ser arquitetado quando se conheceram. Assim, surgia o Bêco Restaurante, em junho do ano passado. Mas não se trata de um restaurante convencional. A começar pelo local — o quintal de uma casa no Lago Sul — e pela filosofia — conectar o comensal com a refeição, a música, o ambiente e o outro, mesmo que seja um desconhecido.

O Bêco só abre aos domingos, das 19h às 23h, e oferece um menu único por noite, formado por entrada, prato principal e sobremesa, para, no máximo, 26 pessoas. Tudo é preparado cuidadosamente por elas. “A ideia é que todos participem e façam uma pausa para apreciar o momento”, explica Bárbara. “Sempre colocamos uma mesa grande para que todos compartilhem a experiência”, completa Danielle.

Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press
“Somos amadoras, estamos sempre experimentando, nos aperfeiçoando”, diz Bárbara, que, geralmente, assume o comando das panelas. “Sou mais uma assistente de cozinha”, brinca Danielle.  As receitas são fruto de muita pesquisa e da experiência herdada das mulheres das famílias. “Nossas mães adoram cozinhar e sempre dão um jeito de ajudar”, divertem-se. “Quando viajamos, ficamos atentas a tudo.” De duas coisas elas não abrem mão: da qualidade do alimento e do capricho no preparo.

Sempre procuram pôr em prática também o conceito de economia colaborativa, comprando de produtores locais. “Todos os sábados, vamos ao Ceasa comprar tudo fresquinho. O vinho e o espumante vendidos aqui são nacionais, assim como a cerveja é goiana”, ressalta Bárbara. E não para por aí. Os pratos em que são servidas as refeições foram pintados pelas amigas, que também confeccionaram os souplasts, as velas e uma das mesas. Uma parede ganhou a grafitagem do artista brasiliense Pomb e as luzinhas enfileiradas dão um tom intimista ao local.

A participação dos clientes é outro diferencial do Bêco. Como as reservas são feitas com antecedência, todos são reconhecidos pelo nome. Também são convidados a buscar o prato no balcão e a devolvê-lo ao fim da refeição. “Assim, sabemos que ele está pronto para a próxima etapa do jantar”, explica Danielle. A playlist das músicas é sugerida pelos clientes, assim como um violão sempre está disponível para quem quiser arriscar tirar umas notas. O menu é divulgado com antecedência, pelas redes sociais, e também está aberto a sugestões.
 
“Queremos que ele se sinta parte do Bêco.” Além do menu fechado, as amigas oferecem petiscos para quem quiser ir ao local apenas tomar um drinque. Como bem resumem nas redes: “A comidinha é caseira, a vibe é boa e a ideia é se conectar: com a comida, com o outro e com a vida”.
 

Entrada

Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press

Salada grega

Ingredientes:
Tomate
Pepino
Cebola roxa
Pimentão verde
Azeitona preta
Vinagre balsâmico
Azeite
Orégano
Queijo feta

Modo de fazer:
Corte o tomate e o pepino em cubos, e a cebola e o pimentão, em tiras. Acrescente a azeitona sem caroço e regue com bastante azeite e um pouco de vinagre. Deixe marinar por cerca de quatro horas. Ao servir a salada, acrescente o orégano e o queijo feta (pode ser substituído por ricota) ralado.


Prato principal

Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press

Risoto de grana padano com filé ao molho de frutas vermelhas

Para o risoto:
1 cebola
2 copos americanos de arroz arbório ou carnaroli
1 pouco de vinho branco
Caldo de legumes
Azeite
1 colher de sopa de manteiga
1 punhado de queijo grana padano
Sal

Modo de fazer:
Prepare um caldo de legumes (no caso dessa receita, foram usados cebola, alho-poró, salsão, alho e cenoura fervidos na água) e reserve. Refogue, no azeite, a cebola picada e o arroz. Regue com um pouco de vinho. Quando estiver bem refogado, vá colocando o caldo de legumes aos poucos, sempre mexendo. Cozinhe por cerca de 20 minutos ou até o ponto que desejar. Coloque uma pitada de sal. Quando estiver no ponto desejado, desligue o fogo. Ponha uma colher de manteiga, um punhado de queijo e tampe a panela. Em três minutos, destampe. A manteiga e o queijo terão derretido naturalmente.

Para o filé:
Bife de filé mignon
Sal
Pimenta-do-reino
Manteiga

Modo de fazer
Tempere o filé com sal e pimenta. Em uma frigideira com manteiga, dê uma selada na carne até formar uma crosta. Em seguida, leve ao forno preaquecido por cerca de 30 minutos.

Para a calda de frutas vermelhas:
Morango
Amora
Framboesa
1 colher de chá de açúcar
1 colher de sopa de manteiga
1 pitada de sal

Modo de fazer:
Ponha as frutas na panela com a manteiga, o açúcar e o sal e mexa até derreter. Dependendo da consistência desejada, pode colocar um pouco de água. Cubra o filé com a calda.


Sobremesa

Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press

Nuvem de morango

Ingredientes:
6 gemas
90g de farinha de trigo
250g de açúcar cristal
1 litro de leite
1 fava de baunilha
Suspiros
Chantili
Castanhas trituradas
2 bandejas de morango

Modo de fazer:
Ferva o leite com as favas de baunilha. Em um recipiente, bata as gemas com o açúcar até ficar quase branco. Vá adicionando a farinha de trigo aos poucos, sempre batendo. Acrescente duas conchas de leite quente e continue mexendo. Em seguida, jogue essa mistura ao leite que sobrou e mexa no fogo até pegar consistência. Reserve. Faça uma calda com parte do morango, levando ao fogo com um pouco de açúcar. Monte a sobremesa em camadas. Primeiro, o creme; em seguida, a calda; depois, o morango picado; e, por último, o suspiro quebrado. Finalize com o chantili e as castanhas trituradas.

Serviço:

Bêco Restaurante
E-mail: querocomernobeco@gmail.com
Facebook: becorestaurantebrasilia
Instagram:@becorestaurante
 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.