MODA

Último dia de SPFW tem Amapô, Reserva, A. Niemeyer e Ratier

Com propostas e inspirações bem diferentes, os desfiles fecharam a maratona de passarela com chave de ouro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/03/2017 15:06 / atualizado em 18/03/2017 15:24

Agência Fotosite
 
Além do desfile da Lab, último da temporada, outras apresentações também fizeram com o que último dia da semana de moda fosse também o mais empolgante. Um dos grandes destaques foi a Amapô, inspirada no universo circense e trazendo uma sátira ao momento que o país vive: com o povo brasileiro em uma eterna corda bamba. Ao som de um piano, tocado por Philip Gold, pai de Carô Gold, que assina a marca ao lago de Pitty Taliani, as peças começaram a ser apresentadas. 

A cantora Misty acompanhou a melodia, deixando o ambiente ainda mais lúdico. As criações representam personagens icônicos do circo, com os cabelos trançados, duas modelos desfilam lado a lado, encarnando irmãs siamesas. Palhaços, malabaristas e mágicos também apareceram em peças divertidas. Com formato amplo, geométrico e com muito jeans, as peças também trouxeram moletom e alfaiataria.

As crianças, no entanto, foram as grandes estrelas do desfile. Enquanto Safira, filha de Carô entrou serelepe e dando tchauzinho para a plateia, Henrique, filho de Paulo Borges, produtor do evento, desfilou como um profissional, sem alterar a expressão. Os momentos em que eles e outras crianças desfilaram foram o ponto alto da apresentação. 
Reserva 

Agência Fotosite
 
Voltando às passarelas depois de quatro anos longe dos circuito de Fashion Week, a Reserva resolveu chegar abalando as estruturas do evento. Os convidados foram recebidos em um espaço amplo na Bienal com uma banda tocando hits ao vivo. Um bar, servindo bebidas aos convidados, ajudava a criar o clima de reencontro entre amigos que a marca buscava. 

Antes das peças serem apresentadas, totens com o e-commerce da marca aberto vendiam os looks que ainda não haviam sequer sido mostrados ao público. Os modelos apareceram e se postaram em pequenos palanques individuais onde os convidados podiam ver as roupas de perto e até mesmo tirar foto com os belos modelos. 

A alfaiataria surge modernizada e descolada misturada a parkas e looks oversized. Produções coloridas com verde-militar e cáqui combinam com o dna da marca e casaram bem com o estilo street arrumadinho que a Reserva apresentou. 
A. Niemeyer 

Agência Fotosite
 
A A.Niemeyer, que também se apresentou no último dia e trouxe um ar de leveza e delicadeza. O público foi recebido com copinhos de chá, propondo uma pausa na correria de desfiles. 

As modelos começaram com looks em off white e gelo, dando a sensação de serenidade e conforto. A lã misturada aos tecidos soltinhos, como seda e linho, criou conforto e frescor. Toque de cores fortes como azul e terracota trouxeram sofisticação aos looks.
Ratier 

A Ratier seguiu outro caminho, com uma coleção forte e cheia de tons escuros. Com inspiração nos vampiros da Romênia, Renato Ratier trouxe looks pretos salpicados de vermelho e laranja. Com muitas camadas e sobretudos longos, a coleção trouxe um ar elegante e sombrio com alguns elementos da moda de rua. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.