[an error occurred while processing this directive] Sem glúten, sem lactose, mas com muito sabor - Revista do Correio Braziliense

Sem glúten, sem lactose, mas com muito sabor

Doces preparados por Inaiá Sant'Ana conquistaram uma fiel clientela. Nesta edição, ela ensina uma sobremesa que pode ser a estrela do almoço de Páscoa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/04/2017 08:00 / atualizado em 15/04/2017 18:01

Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press
 
 
Uma das maiores alegrias de Inaiá Sant’Ana é ver uma criança que tem alergia ou intolerância a lactose entrar na sua loja e, diante das delícias expostas, ficar com os olhinhos brilhando. Incrédulas, algumas perguntam à mãe se realmente podem comer qualquer um daqueles doces. Na cozinha da Quitutices, elas podem. Lá, proteína do leite, glúten e soja são expressamente vetados. "Uma vez, atendi uma menina de 7 anos que nunca tinha comido um brigadeiro. Emocionado, o pai dela até pediu para tirar uma foto comigo", orgulha-se.

Relações públicas e jornalista com especialização em marketing, Inaiá trabalhou por anos na área de comunicação. Em 2011, quando a filha nasceu, um contratempo acabou se tornando o primeiro passo para uma mudança radical de vida. O bebê não conseguia ingerir leite. "Fizemos vários exames e ela nunca foi diagnosticada com intolerância ou alergia a lactose. Mesmo assim, sempre tinha refluxo quando comia qualquer coisa que levasse leite", relembra.

Desesperada com a má alimentação da filha, Inaiá decidiu estudar sobre o assunto. Fez cursos, seguiu várias receitas e inventou as próprias. "Virei aquela mãe neurótica", brinca. A paixão pela gastronomia não era coisa nova. Desde 2009, ela frequentava aulas na área, mas não voltadas para esse público específico. "Sempre gostei de fazer doces, mas o lance do ‘sem glúten e sem lactose’ era algo novo para mim." Aos poucos, os doces saudáveis de Inaiá foram ganhando fama e, quando ela viu, estava cheia de encomendas.

Foi aí que ela decidiu fazer daquilo uma profissão. Largou o emprego como assessora de comunicação de um órgão público e passou a trabalhar com doces sob encomenda, em casa. O negócio cresceu e, exatamente há um ano, Inaiá viu que era hora de dar um passo mais largo. Assim, surgia a Quitutices. "A ideia inicial era ter um espaço que suprisse a demanda de encomendas e onde eu pudesse dar cursos para quem tem problemas alimentares. Tanto que montei o lugar com uma grande mesa no centro, para ministrar as aulas."

Mas os planos de Inaiá mudaram de rumo. Logo na primeira semana, as pessoas chegavam à loja, sentavam ao redor da grande mesa e pediam um pedaço de bolo e um café. Queriam degustar as delícias ali mesmo. "Eu não tinha sequer uma máquina de fazer café. Corri para pedir emprestada a da minha sogra", diverte-se. Para Inaiá, toda essa demanda tem uma razão simples. Para quem sofre de algum tipo de restrição alimentar, estar em um ambiente em que se pode comer à vontade chega a ser emocionante. "Essas pessoas têm vida social restrita. Não podem, simplesmente, entrar em qualquer confeitaria. No início, tinha gente que ficava esperando o bolo sair do forno, pois éramos só eu e uma assistente. Teve dia que eu fechei a loja no meio da tarde porque não dava conta da demanda."

Já na semana seguinte, a doceira precisou redimensionar o negócio. Correu para contratar mais duas funcionárias e expandir as receitas. Hoje, ela conta com seis ajudantes e faz todo tipo de doce. De brigadeiro a cupcake, de churros a brownie, de palha italiana a pudim de leite — sem leite. "Em vez de lactose, uso leite vegetal. No lugar da farinha de trigo, vai farinha de amêndoas", exemplifica. Inaiá, porém faz um alerta: a cozinha dela não é light nem diet. "Algumas receitas são, sim, bem calóricas. Claro que procuro usar açúcar demerara ou mascavo. E trabalho em parceria com uma nutricionista para que tudo seja balanceado. Sempre mando as receitas que crio para ela antes de começar a comercializar. Ela dá uns toques para deixar o prato equilibrado."

Para celebrar este domingo de Páscoa, Inaiá brindou a coluna com a receita de um delicioso bolo com musse de chocolate, ideal para ser consumido em família. Na verdade, ela nos deu de presente três receitas em uma. Você pode fazer apenas o bolo ou só a musse e, de quebra, a doceira ensina um versátil merengue. E sabe aquela ideia inicial de dar cursos na loja? Inaiá foi atropelada pelos acontecimentos e nunca conseguiu ministrar uma aula. Mas ainda sonha com esse dia.

Boa Páscoa!%u3000


Serviço


Quitutices

CLS 216, Bloco A, Loja 12, Asa Sul

Telefone: (61) 3543-5057

Aberto de terça a sexta-feira, das 10h às

18h30 e sábados, das 9h às 16h30
%u3000

Receita



Musse cake Quitutices

(rendimento: 12 a 15 pedaços)

Bolo de chocolate (base para a mousse)

* Ingredientes

* 5 ovos

* 320g de farinha sem glúten

* 200g de açúcar demerara pulverizado

* 70g de chocolate em pó

* 50ml de óleo de coco

* 250ml de água

* 15g de fermento químico

Modo de preparar

Preaqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma de 20cm de diâmetro com fundo removível com óleo de coco e cacau em pó. Reserve. Peneire a farinha e o chocolate em pó. Reserve. Na batedeira, bata os ovos com o açúcar até dobrar de volume. Adicione o óleo em fio com a batedeira ligada. Alterne a água com a farinha e o chocolate. Bata até encorpar. Desligue a batedeira e, com uma espátula, adicione o fermento em pó, mexendo com cuidado. Coloque pouca massa na forma, pois é preciso apenas uma base fina de bolo. O restante da massa pode ser usado para fazer um bolo de chocolate simples.
 
 

Musse de chocolate


* Ingredientes

* 200g de leite de coco semicongelado

* 90g de açúcar (pode ser feito sem açúcar)

* 18g de emulsificante para sorvete (pode ser comprado em qualquer casa de festas)

* 100g de clara de ovo (para o merengue)

* 100g de açúcar (para o merengue)

* 300g de chocolate 70% cacau sem leite

* 50g de óleo de coco

Modo de preparar

Coloque o leite de coco no congelador até que congele apenas por cima. Derreta o chocolate com o óleo de coco em banho-maria ou no micro-ondas e reserve.

O chantili de coco


Na batedeira, em velocidade alta, bata o leite de coco semicongelado, o açúcar e o emulsificante até ponto de chantili. Reserve na geladeira.

O merengue

Separe as claras no bowl da batedeira. Durante o preparo da calda de água com açúcar, comece a bater as claras em velocidade baixa. Coloque o açúcar em uma panela e adicione água apenas para cobri-lo (pouca água). Sem mexer com a colher, ligue o fogo e deixe que o açúcar derreta até o ponto de bala mole (118°C). Quando chegar ao ponto, aumente a velocidade da batedeira (alta). Despeje essa calda devagar na batedeira. Bata até o bowl da batedeira ficar em temperatura morna, quase ambiente.

Montagem da musse

Adicione o chocolate derretido (morno) ao chantili de coco e misture. Acrescente esse preparo ao merengue e mexa delicadamente.

Montagem da musse cake

Desenforme o bolo e corte o topo nivelando, caso necessário. Envolva a parte interna da assadeira, na qual o bolo foi assado, com acetato (para a mousse não grudar na lateral). Coloque a base do bolo no fundo da forma e despeje a musse por cima até o topo da assadeira. Leve à geladeira por, pelo menos, quatro horas. Desenforme. Decore com frutas vermelhas ou brigadeiro e sirva gelada.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.