Neurônios em Dia

Testosterona faz com que os homens tomem mais decisões por impulso

Segundo estudo norte americano o hormônio masculino em excesso pode ser responsável por decisões mais baseadas no instinto

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/05/2017 12:35 / atualizado em 04/05/2017 17:47

Divulgação

Por Ricardo Teixeira*

 

Quando se administra a homens doses do hormônio testosterona, eles passam a tomar decisões mais por instinto, com menos reflexão. Essa é a conclusão de uma pesquisa que será publicada em breve no periódicoPsychological Science.


Pesquisadores americanos estudaram 243 homens após a administração de testosterona em gel ou placebo e aplicaram, após quatro horas, testes cognitivos que refletiam a capacidade de reflexão numa dada tarefa. Exemplo: uma bola e um taco custam juntos $1.10 e o taco custa $1.00 a mais que a bola; quanto custa a bola? A resposta intuitiva é $0,10, mas a resposta certa é $0.95.


Após a administração de testosterona, os homens respondiam mais rapidamente, mas erravam 20% a mais do que quando recebiam o placebo. Os resultados evidenciam uma relação inequívoca entre os níveis do hormônio sobre a capacidade de tomas de decisões. Temos evidências que o hormônio reduz a atividade do córtex pré-frontal que é uma região importante na modulação da impulsividade.  A testosterona tem seu papel na autoconfiança, mas algumas tarefas exigem mais reflexão do que ˜coragem˜. O estudo coloca em discussão um efeito pouco discutido pela indústria da reposição hormonal masculina.

 

*Dr. Ricardo Teixeira é neurologista do Instituto do Cérebro de Brasília e professor de pós-graduação em divulgação científica e cultural na Unicamp. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.