Casa

Porcelanato em diversos ambientes: versatilidade do chão ao teto

Prático e com diversas opções de formas e texturas, o porcelanato não se restringe apenas ao piso. Ganhou as paredes, as bancadas, os tetos e o que mais a imaginação mandar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/08/2017 08:00 / atualizado em 11/08/2017 18:06

O cimento queimado é moda. Nas paredes, no chão... do banheiro, da sala, da cozinha. Ele não passa de argamassa. A vantagem é que, no piso, dificilmente será arranhado. Não é preciso se preocupar com salto-agulha ou móveis arrastados. No entanto, ele é altamente poroso e absorve líquidos que caiam. A solução encontrada pelos arquitetos? Porcelanato. Atualmente, é possível ter o visual do cimento queimado, mas sem todos os inconvenientes dele. Mais que isso: pode-se ter praticamente qualquer visual sem todos os problemas que ele implica.
 
Divulgação
 

Os porcelanatos podem ser usados em qualquer ambiente, interno ou externo. A diferença, segundo a arquiteta Cecília Vieira, do escritório SumaUNA, é o acabamento em cada espaço. “Porcelanatos brilhantes em locais com muito tráfego podem perder o brilho facilmente. Já os porcelanatos polidos, por serem muito escorregadios, são mais recomendados para áreas secas”, exemplifica.
Divulgação
 
O arquiteto Hélio Albuquerque ainda sugere outro uso para o acabamento: em bancadas, de banheiros e cozinhas, graças à produção de formatos maiores, mais finos e resistentes. “Antes idealizado para o uso exclusivo em pisos e paredes, atualmente o porcelanato permite uma multiplicidade de aplicações: mobiliário, bancadas, fachadas, teto e até objetos de design”, cita.
Divulgação
 

Além de permitir estilos e estampas diferentes e serem práticos para o morador, a arquiteta Luísa Dalcim, franqueada da Portobello Shop, salienta que os porcelanatos podem ser muito interessantes para o meio ambiente. “Um ponto de inovação que merece destaque é a reprodução de madeiras e mármores em porcelanato. Sendo os recursos naturais cada vez mais raros e escassos, a tecnologia de impressão de diversas estampas da mesma matéria-prima é algo surpreendente, que leva a um resultado tão bonito quanto o do material natural”, sugere.

Uma das maiores tendências de decoração, segundo a arquiteta Patrícia Farah, é o uso de grandes peças, que chegam a medir até 2,40cm x 1,20cm. A vantagem é que os cômodos ganham mais amplitude e parecem maiores. Em ambientes pequenos,  tornam-se especialmente interessantes.
Divulgação
 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.