Casa

Toques de fina estampa nos ambientes tornam ambientes personalizados

O uso de diferentes ilustrações em tapetes, almofadas, poltronas e em paredes é uma forma prática e charmosa de levar personalidade ao ambiente

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/09/2017 08:00 / atualizado em 10/09/2017 11:36

Quando a vontade é inovar e sair das tonalidades tradicionais e dos ambientes clássicos, muitos moradores optam por projetos que buscam cores e estampas para trazer personalidade aos espaços. A dúvida sobre o que funciona ou não é válida, porém, arquitetos e decoradores mostram-se abertos às diversas formas de uso e combinações. O essencial é seguir algumas dicas e sentir-se bem com o resultado.

Se o cômodo é monocromático, não há regras para abusar das estampas. Porém, quando se misturam colorações, o segredo é que elas tenham um tom em comum em algum ponto. Assim, é possível usar diferentes ilustrações e impressões em tapetes, móveis, cortinas e até mesmo em paredes. O importante é ponderar para que não fique cansativo. A arquiteta Carmen Calixto conta que dá preferência às estampas mais marcantes em áreas de uso esporádico, como lavabos e espaços gourmets. “Evito desenhos e cores fortes em quartos, pois acho que fica enjoativo. Adoro usar estampas em tapetes, almofadas e poltronas.”

Em um ambiente clean, a arquiteta costuma optar por estampas com grafismos geométricos. Aqueles que desejam um resultado mais sutil na decoração devem investir em listras finas, tonalidades frias e suaves, além de figuras discretas nas ilustrações. “No caso de casas com muita cor, vale levar em consideração a cartela de tons existente na hora de escolher as estampas.” É essencial que elas dialoguem com o ambiente e com o estilo do morador.

Mixar também é uma boa pedida. Brincar com cores e desenhos, fazer composições de tons similares ou mesclar grafismos com outros tipos de estampa chama a atenção do público que foge do clean e tradicional. A regra é aquela única e simples citada anteriormente: usar cores que casam entre elas. A designer de interiores Melina Mundim explica que a combinação pode surgir a partir do caule da flor ou do fundo da estampa, por exemplo. “O interessante das estampas é fazer o mix. Não tem problema em ter texturas e temas diferentes.”

Para quem está inseguro em investir nos espaços coloridos e estampados, o conselho é começar com peças menores, como mantas e almofadas. “Inicie com pequenos pontos. Pode ser no reposteiro da cortina, em vez de na cortina toda, por exemplo. Estampas menos chamativas nas almofadas do sofá ou em uma única parede também são opções válidas”, comenta Melina.

Divulgação
O ambiente da arquiteta Carmen Calixto conta com a parede da bancada revestida de azulejos artesanais estampados que, junto ao espelho oval em madeira, diferencia-se e proporciona mais personalidade ao espaço: simples e bonito! As paredes são revestidas de com efeito de concreto e o armário é um clássico de madeira.

Divulgação
Com muita identidade, o espaço recebeu tapete estampado, que se integra perfeitamente ao contexto do ambiente, dividido por uma cortina estilo parametre. Em tons variados, o tapete é feito em lã e assinado pelo designer alemão Jan Kath nos mesmos tons existentes nos detalhes do projeto, como quadros e adornos, o que permite grande integração e harmonia. Projeto de Hélio Albuquerque e Sonia Peres.

Divulgação
Os tons sóbrios foram os responsáveis por abrir espaço para uma variedade maior de tonalidades presentes nas almofadas, nos quadros e até no papel de parede. Além disso, a madeira em cor clássica e o sofá e as cortinas em tecido garantem equilíbrio e leveza visual. A ideia é fazer um ambiente despojado, leve e cheio de vida. Projeto de Lídia Branquinho e Marcus Leite

Divulgação
O designer de interiores Raphaell Cruz apostou no tom mais forte de azul para ocupar, com continuidade e fluidez, todo um lado do espaço. Os azulejos que se contrapõem à parede oposta, em tom neutro de cinza, trazem ainda desenhos diferentes, além da madeira no armário — uma escolha clássica. A aposta é ideal para quem não abre mão do estilo clean, mas, mesmo assim, quer ousar, ainda que de forma discreta.

Divulgação
A sala da designer de interiores Melina Mundim é alegre e festiva. Mistura cores e promove a união do antigo com o contemporâneo. O destaque está no mix de estampas, que anula completamente a decoração monocromática, trazendo mais charme à composição. O espaço cheio de personalidade conta com peças contemporâneas neutras e peças antigas coloridas.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.