Bichos

Álbum de fotos dos animais de estimação no Natal pode ser montado em casa

Clicar os animais de estimação durante as festas traz momentos de felicidade extra para os tutores. Álbum pode ser montado com sessões divertidas e carinhosas de fotografia, em casa ou num estúdio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/12/2017 07:00 / atualizado em 22/12/2017 16:19

Sábio era Dominguinhos, quando dizia em uma de suas canções que o Bom Velhinho não se esqueceria de ninguém. Bolas coloridas, árvores enfeitadas e gorros temáticos… Neste Natal, os itens foram mais do que enfeites e se tornaram cenário de uma novidade no mundo animal — nem mesmo os pets ficaram de fora da comemoração da chegada da data, que ficou marcada, para muitos, com um álbum de fotos bastante especial.

Jhonatan Chicaroni/Divulgação
A ideia já circula pelas agências de modelos pets e algumas empresas. E encanta os tutores de plantão. Basta dar uma olhada inicial nas fotografias para entender o carinho e a dedicação colocados em cada clique. Para os bichinhos, a agitação de um dia de poses. Para os donos, a oportunidade de uma lembrança diferente e divertida.

A paixão de seus tutores e a intimidade de Gael, o bulldog francês de 3 anos, com os flashes da câmera foram a certeza que a pedagoga Adriana Meira, 33, precisava para recorrer à ajuda de profissionais. “Somos encantados com o Instagram e queríamos que o Gael tivesse um perfil bacana. Focamos nisso”, conta. O book de Natal marcou um momento de emoção para os donos do cachorrinho, que posou todo estiloso à frente da árvore enfeitada.

Engana-se quem pensa que foi a primeira vez do pequenino: ele já é modelo e tem trabalhos realizados para empresas como DecorPet e Chica Boutica. No Instagram, conta com mais de 40 mil seguidores e um carisma que deixa qualquer um de queixo caído.

Com laço vermelho e olhinhos brilhando, Gael encanta, com as fotografias, até os que não são fãs da data. “Achamos incrível, não só pelo registro, mas pelo impacto que essas fotos geram nas pessoas que veem”, comenta Adriana. “Não existe sensação melhor do que saber que elas trouxeram um sorriso para o rosto de alguém.”

Descontração

Além de sensibilizar, os tutores acreditam que as fotos são uma forma de aumentar o afeto necessário na vida dos animais. Na sessão de fotos, iniciativa da agência de modelos paulista  Pet Model Brasil, mais de 10 cães e gatos posaram de forma divertida para comemorar a chegada do Natal. Segundo a diretora da agência, Deborah Zeigelboim, foi uma forma de eternizar o carinho que os animais transmitem todos os dias. “Sempre procuramos temas diferentes e o Natal caiu como uma luva! A casa estava cheia e víamos um amor e diversão atípicos no ar.”

Os bichinhos já encontram o estúdio todo enfeitado e pronto para a ação. “Damos um tempo para que eles se familiarizem com o ambiente e depois, com os adestradores e donos, fazemos as fotos”, explica Deborah. O fotógrafo é especial e sabe lidar com os animais — ele ganha a atenção dos pequenos com petiscos e brinquedinhos. O espaço é reservado para que os pets não se sintam tensos e aproveitem o momento tanto quanto seus tutores.

Jhonatan Chicaroni/Divulgação
Não precisou de muito para que Chico, de seis anos, roubasse a cena e as lentes da câmera. A ideia de buscar a agência veio de sua tutora, a cineasta Roberta Bonoldi, 25. Ela percebeu que poderia agregar o trabalho de modelo do pet ao que tanto gostava: registrar momentos de seu fiel companheiro. Desde então, tudo é diversão. “Sempre estou compartilhando fotos com minha família e amigos. Adoro”, diz ela. “E acho que o Chico curte muito também. É um momento só nosso.”

Para Deborah, diretora da Pet Model Brasil, o ensaio final é resultado de amor, carinho e atenção. “É gratificante. Como é um trabalho que sempre quis fazer, ver realizado é maravilhoso.”

Clique também

  • Fotografar os pets não precisa ser tarefa apenas de profissionais. Com jeitinho, é possível ter fotos bonitas e especiais para guardar como recordação. Fique ligado nas dicas:
  • Vá com calma. É normal que o pet sinta estranhamento no início. Aos poucos, com paciência, ele ficará mais confortável com a câmera.
  • Planeje o horário da foto. Fazer os cliques depois de uma caminhada pode ser uma boa opção para os bichinhos mais agitados, por exemplo.
  • Escolha um local confortável.
  • Avalie a luminosidade e pense no cenário.
  • Fique atento ao melhor ângulo.
  • Peça ajuda. Ter alguém chamando a atenção do pet com brinquedos e petiscos pode facilitar o tão esperado clique.
  • Dê tempo entre as fotos. Os pets não são treinados para sorrir e acenar.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.