Publicidade

Estado de Minas CASA

Minimalismo é tendência inspiradora para criar espaços belos e estilosos

Minimalismo inspira projetos criativos que associam beleza ao conceito, cada vez mais buscado, de que é possível viver bem e feliz com desapego, apostando que só se precisa do mínimo


postado em 28/01/2018 07:00 / atualizado em 25/01/2018 16:22

Moderno Os arquitetos Eduardo Sáinz e Lilian Glayna, da 1 a 1 Arquitetura, usam uma grande estante em madeira com iluminação em LED e poucos adornos, móveis de design assinado e grandes tapetes em couro natural. O piso claro complementa a ambientação e fortalece o estilo moderno.(foto: Edgard César/Divulgacao)
Moderno Os arquitetos Eduardo Sáinz e Lilian Glayna, da 1 a 1 Arquitetura, usam uma grande estante em madeira com iluminação em LED e poucos adornos, móveis de design assinado e grandes tapetes em couro natural. O piso claro complementa a ambientação e fortalece o estilo moderno. (foto: Edgard César/Divulgacao)
Seja no estilo da vida, seja no visual da casa, o minimalismo chegou como uma solução fácil para os que acreditam que o pouco pode ser muito, quando projetado com classe e bastante estilo. A arquitetura minimalista aparece como uma tendência democrática, facilmente aproveitada por qualquer tipo de pessoa — basta seguir a premissa de utilizar o estritamente necessário.

O arquiteto Júnior Piacesi, especialista em arquitetura minimalista, explica que o conceito está em voga na atualidade. Para ele, o estilo proporciona tranquilidade, desapego e, por só usar o essencial, carrega consigo todo um conceito de sustentabilidade. “É um lifestyle. Uma resposta do ser humano por todo o caos que carrega e que vive: trânsito, poluição, informação o tempo todo, internet, tecnologia. Quando você chega a um espaço limpo e simples, aquilo ali consegue tranquilizá-lo e acalmá-lo”, garante.

Tijolos aparentes O arquiteto Júnior Piacesi apostou na simplicidade dos tijolos e da iluminação para destacar o minimalismo em seu projeto. %u201CSe, no ato da reforma, ao descascar uma parede, tijolos aparecerem, ótimo! Ele será o grande destaque daquele projeto%u201D, brinca o profissional. (foto: Gustavo Xavier/Divulgacao)
Tijolos aparentes O arquiteto Júnior Piacesi apostou na simplicidade dos tijolos e da iluminação para destacar o minimalismo em seu projeto. %u201CSe, no ato da reforma, ao descascar uma parede, tijolos aparecerem, ótimo! Ele será o grande destaque daquele projeto%u201D, brinca o profissional. (foto: Gustavo Xavier/Divulgacao)
Trabalhando com ambientes integrados, cores neutras, principalmente o branco e o cinza, o minimalismo tem características bem marcantes, mas isso não impede que casas com arquitetura e decoração tradicionais possam ser transformadas para seguir esse estilo. O primeiro passo, segundo o arquiteto, seria dar aos espaços a sensação de limpeza, adequação, fazendo-o parecer ajustado, em uma proporção precisa, com cores específicas.

Caixa branca

Banheiro 3D Os arquitetos Gustavo Assunção, Laura Oliveira e Sérgio Peres Júnior, do Simmetria Arquitetura, criaram um banheiro com revestimento 3D, o cinza como pano de fundo, parede em porcelanato que imita madeira, bancada em mármore natural e torneira em rosé gold. Para completar, o espelho redondo em corda. (foto: Joana França/Divulgacao)
Banheiro 3D Os arquitetos Gustavo Assunção, Laura Oliveira e Sérgio Peres Júnior, do Simmetria Arquitetura, criaram um banheiro com revestimento 3D, o cinza como pano de fundo, parede em porcelanato que imita madeira, bancada em mármore natural e torneira em rosé gold. Para completar, o espelho redondo em corda. (foto: Joana França/Divulgacao)
“Limpe o espaço, não só na arquitetura, mas também na memória. O minimalismo cria uma caixa branca cheia de oportunidades para reescrevermos o ambiente da forma que acharmos mais adequada”, explica Piacesi. O estilo minimalista, de acordo com os especialistas, é muito marcante, único. Ao contrário de outros estilos, ele não consegue conversar com outros tipos de decoração por ser, basicamente, o oposto.

“O projeto preza a funcionalidade e a organização, então, o que deve ficar dentro do ambiente é exatamente o que traz consigo essas duas palavras”, diz a arquiteta Nina Abadjieff. Para ela, o segredo de um ambiente equilibrado é o planejamento: ao escolher o projeto e o volume de itens, busque eleger um espaço para cada coisa, priorizando a funcionalidade, a fluidez, a organização e as medidas adequadas.

Sofisticado, mas clean A cozinha projetada pela arquiteta Nina Abadjieff alia conforto e sofisticação com ar clean, um dos principais pontos do minimalismo. As cores claras combinam entre si e estimulam a permanência, enquanto a iluminação e a prateleira dão um toque especial.(foto: Osvaldo Castro/Divulgacao)
Sofisticado, mas clean A cozinha projetada pela arquiteta Nina Abadjieff alia conforto e sofisticação com ar clean, um dos principais pontos do minimalismo. As cores claras combinam entre si e estimulam a permanência, enquanto a iluminação e a prateleira dão um toque especial. (foto: Osvaldo Castro/Divulgacao)
É ideal utilizar produtos que otimizam o espaço, aproveitando cada canto interno da mobília, já que no minimalismo prevalecem as superfícies sem muitos objetos, com um estilo mais clean. Nos móveis, a proposta é focar a simplicidade, predomínio de linhas retas e comodidade.

Na decoração, os arquitetos recomendam que se deixe somente o necessário para o dia a dia ou aquilo que tenha um grande significado afetivo. “O minimalismo permite isso. É o escrever de novo, reescrever”, resume Piacesi.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade