Tecnologia

Microconsoles levam jogos mais modestos para as telas dos jogadores

Entre os consoles, o badalado Ouya é o primeiro da categoria com menor porte e com sistema Android a ser lançado no mercado. O Correio testou o aparelho

postado em 15/10/2013 08:22

; Max Valarezo - Especial para o Correio


Entre os consoles, o badalado Ouya é o primeiro da categoria com menor porte e com sistema Android a ser lançado no mercado. O Correio testou o aparelho

Eles são compactos, mas não se enquadram na categoria dos portáteis ; como o PS Vita ou Nintendo 3DS. Ao mesmo tempo, conectam-se à televisão e põem um joystick na mão dos jogadores ; embora não sejam exatamente competição direta para o PlayStation ou o Xbox. Trata-se de microconsoles, desenvolvidos para rodar com sistema Android e levar jogos mais modestos para as telas dos jogadores, representados principalmente pelo Ouya, M.O.J.O e NVIDIA Shield.

Com diferentes propósitos e recursos, cada uma dessas plataformas busca ser uma alternativa de entretenimento aos grandes e caros videogames capazes de processar jogos mais sofisticados. Esses novos projetos prometem iniciar uma fase interessante do mercado, mas têm desafios para enfrentar se quiserem se manter como uma opção atraente para quem busca diversão de qualidade.

Leia mais notícias em Tecnologia

TESTE - OUYA
A grande novidade morna


Entre os consoles, o badalado Ouya é o primeiro da categoria com menor porte e com sistema Android a ser lançado no mercado. O Correio testou o aparelho

Na fase de primeiros passos dos microconsoles, o primeiro a caminhar foi o Ouya. Depois de uma campanha de enorme sucesso no Kickstarter em 2012, o aparelho provocou grande expectativa, mas teve uma recepção morna pela crítica. O Informática teve a chance de testar um Ouya no escritório da Behold Studios e entendeu melhor como funciona o badalado videogame.

Um dos primeiros pontos a chamar a atenção é o visual: o acabamento em plástico e metal fosco que dá um aspecto elegante ao console. Mas certamente um dos pontos altos no aspecto design é o tamanho do aparelho: extremamente compacto, cabe na palma da mão de um adulto sem problemas. Assim, o Ouya se mostra uma opção extremamente prática, pois pode ser facilmente transportado e, para ser usado, basta conectar um cabo de energia e outro HDMI.

Temperatura média: 8
O Ouya possui bom hardware, mas ainda precisa de jogos que empolguem mais

Hardware
Aparelho e controle funcionam sem problemas e lembram muito os grandes consoles

Tamanho e preço
Barato e extremamente compacto, é fácil de carregar em qualquer mochila junto dos cabos

Idioma
Ainda nos primeiros estágios, o Ouya ainda está disponível apenas em inglês

Games
A seleção de títulos ainda é pequena comparada com outras lojas. Poucos jogos realmente empolgam

A matéria completa está disponível aqui para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação