Positivo inaugura fábrica de tablets e notebooks no continente africano

Presente em países como Brasil, Argentina e Uruguai, a empresa continua a avançar em seu processo de internacionalização

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/07/2015 14:50 / atualizado em 16/07/2015 14:52

Positivo/Divulgação

Resultado da parceira entre a Positivo e o grupo argentino BGH, a Positivo BGH anunciou a inauguração de sua primeira fábrica no continente aficano. Localizadas em Kigali, em Ruanda, as indústrias têm capacidade produtiva de 60 mil dispositivos por mês e funcionarão com 90% de mão de obra local.
 
Em acordo firmado com o Ministério da Educação de Ruanda, a empresa deverá entregar, pelo menos, 750 mil dispositivos, no prazo máximo de cinco anos. Os novos equipamentos serão utilizados por alunos de ensinos fundamental e médio.

Hélio Bruck Rotenberg, presidente da Positivo no Brasil, afirma que "a África é um mercado muito interessante para ofertarmos tecnologia de qualidade a preços acessíveis". Para Hélio, a prática da empresa em desenvolver dispositivos voltados a educação será fundamental. "Somamos 26 anos de atuação com experiências fantásticas no segmento de tecnologia educacional e estamos confiantes no sucesso dessa iniciativa do governo ruandês", completou.

O presidente revelou ainda que a empresa pretende construir novas unidades no continente e está se preparando alcançar consumidores por meio de vendas diretas. “Também buscaremos ofertar mais dispositivos em Ruanda, como smartphones, e avaliamos ingressar em outros países africanos,” mencionou.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.