Spotify está pronto para lançar produção de vídeo online

Grandes redes de televisão dos Estados Unidos, a BBC, o líder nos esportes ESPN, o portal de documentários Vice e o canal de comédia Adult Swim são alguns dos interessados neste novo serviço do Spotify

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/01/2016 19:53

Nova York, Estados Unidos - O líder mundial da música online Spotify anunciou nesta segunda-feira conteúdos de vídeos, como parte de sua estratégia para construir uma clientela própria neste mercado cada vez mais competitivo.

A empresa sueca começará sua produção de vídeos no final do ano que vem para smartphones Android e iPhone, informou o porta-voz do Spotify.

Os vídeos estarão disponíveis inicialmente na Alemanha, Grã-Bretanha, Estados Unidos e Suécia. 

O CEO da empresa, Daniel Ek, anunciou a entrada do Spotify no mercado de vídeos online em maio passado, durante um evento em Nova York sobre os planos futuros da empresa, embora sem especificar datas.  

 

Leia mais notícias em Tecnologia

 

À época, o Spotify disse que ofereceria conteúdos exclusivos de seus parceiros na mídia, produções e serviços de podcast. 

Grandes redes de televisão dos Estados Unidos, a BBC, o líder nos esportes ESPN, o portal de documentários Vice e o canal de comédia Adult Swim são alguns dos interessados neste novo serviço do Spotify.

Como líder do streaming, um setor de rápido crescimento, o Spotify revindica ter mais de 75 milhões de usuários regulares, dos quais 20 milhões pagam assinaturas para ter serviços sem publicidade. 

Outros rivais menores investiram fortemente no streaming de vídeo. A Apple Music, que começou no ramo em junho de 2015, ofereceu recentemente um filme exclusivo sobre uma turnê da estrela da música pop Taylor Swift.

Enquanto o Tidal, do rapper Jay Z, foi mais além ao oferecer com exclusividade séries para televisão online; e o gigante de conteúdos online YouTube recém estreou seu serviço de streaming de música, que permite alternar entre vídeos e arquivos de áudio. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.