Análise: Lenovo Vibe K5 surpreende na bateria mas decepciona no desempenho

Segundo integrante da família Vibe conta com 2GB de memória RAM, 16GB de armazenamento interno e câmeras de 13MP e 5MP. Modelo sai por R$ 999

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/05/2016 17:38 / atualizado em 23/05/2016 13:28

Lenovo/Divulgação


Após lançar o A7010, intermediário com leitor biométrico e sistema de som digital, a Lenovo continua seguindo a linha de oferecer aparelhos com um ótimo custo benefício. O escolhido para dar continuidade a saga da marca em solo brasileiro foi o Vibe K5, que apresenta tela de 5 polegadas Full HD, 2GB de memória RAM e 16GB de armazenamento interno, e sai por R$ 999. O Tecnologia testou a nova aposta da Lenovo, para o mercado brasileiro.

Design e software
O smartphone tem um design relativamente comum, com bordas arredondadas e botões capacitivos “físicos”. Um dos destaques é o acabamento em alumínio, que deixa o aparelho com um ar mais premium e bem semelhante ao iPhone 6/6s, da Apple. A câmera levemente saltada e a presença de uma linha, separando-a do resto da traseira, apenas acentuam a paridade.

Seguindo o que parece ser uma tradição, iniciada pelo A7010, o Vibe K5 também conta com botões capacitivos (voltar, home e multitask) em ordem invertida e sem iluminação, os botões “power” e os de volume em locais diferentes do que estamos habituados e a entrada para carregador/USB, na parte superior, ao lado da entrada para fone de ouvido. Em um primeiro momento, a decisão de trocar tantas posições - que já são padrões em praticamente todos os smartphones - atrapalha bastante e pode causar um certo estranhamento.

Os usuários podem escolher entre três combinações de cores: prata e branco, preto e grafite e dourado.

Com relação ao software, o Vibe K5 vem de fárica com o Android 5.1 Lollipop levemente customizado com aplicativos próprios da Lenovo e o VibeUI. O launcher, que também é desenvolvido pela chinesa e está presente no A7010, vem sem bandeja de aplicativos, que, por sua vez, apresentam ícones bem coloridos.

 

Lenovo Vibe K5/Reprodução

 

E por falar em cor, a tela de notificações da personalização da Lenovo apresenta fundo em um degradê totalmente desnecessário que leva do azul ao verde. Para agradar gregos e troianos - e no caso, usuários que preferem a experiência do Android puro -, a chinesa implantou a opção de alternar para o laucher da Google. Ainda não há previsão de atualização para o Android 6.0 Marshmallow.

Desempenho
Durante os testes, o Vibe K5 surpreendeu. E não foi de uma maneira positiva. O aparelho apresentou travamento e, por diversas vezes, não aguentou rodar aplicativos simples e comuns ao dia-a-dia do usuário, como o Instagram e o reprodutor de vídeos VLC. Em um determinado momento, até o recurso “Configurar” parou de responder.

O comportamento é estranho, levando em conta que um processador Snapdragon 616 octa-core de 1,5 GHz, Adreno 405 e 2 GB de RAM são responsáveis pelo funcionamento do aparelho. É um conjunto bem mais parrudo do que o encontrado na maioria dos intermediários e que, teoricamente, deveria dar conta das tarefas.

 

Lenovo Vibe K5/Reprodução


Quem gosta de manter o celular abarrotado de aplicativos e jogos também vai precisar de um pouco de paciência com o K5. Isso porque o aparelho demora um pouco mais do que o normal para instalar os programas, mesmo aqueles baixados diretamente da Google Play.

Câmera
A qualidade das fotos do Vibe K5 depende do ambiente e das condições de iluminação. O aparelho consegue tirar fotos sensacionais em locais claros e bem iluminados. O foco automático demora um pouco para focar, mas também faz um ótimo trabalho durante as capturas. Já, quem tem o costume de tirar fotos em ambientes mais escuros, vai ralar um pouco para conseguir o clique ideal, com o mid-end. Mesmo com flash, que não é dual tone, as fotos ficam chapadas e com baixissima qualidade.

 

Álef Calado/Esp.CB/D.A Press

 

A frontal, de 5MP, oferece fotos de qualidade. O recurso de embelezamento está bem melhor do que no A7010 e as imagens não ficam tão artificiais, quando passam pelos ajustes. Ele conta ainda com o recurso V-Selfie, que tira fotos quando o usuário faz um “V” com as mãos.

Bateria
A bateria é um dos pontos fortes do aparelho. Removível, recurso raro até mesmo nos smartphones mais básicos, e com autonomia de 2.750 mAh, o Vibe K5 oferece praticamente um dia inteiro longe das tomadas, em uso moderado, e é uma boa opção para quem não quer se preocupar com recargas no meio da tarde.

Conclusão
O Vibe K5 é uma ótima opção para quem procura um smartphone bom e barato e não se importa com o fato dos aplicativos simplesmente pararem de responder com uma frequência bem maior do que o normal. A câmera é capaz de tirar fotos de qualidade e a bateria, bem maior do que a da maioria dos intermediários, chamam atenção.

Lenovo/Divulgação
Ficha técnica:
Lenovo Vibe K5


Processador: Quad-Core 1.5 GHZ
Memória RAM: 2GB
Armazenamento interno: 16GB (expansível)
Dimensões (A x L x E): 142 x 71 x 8.2 mm
Peso: 150 gramas
Tela: 5 polegadas
Resolução: 1080x1920 pixels
Câmeras: Traseira de 13MP e frontal de 5MP
Slots para cartão: Dual SIM LTE 4G
Conectividade: Wi-Fi, Bluetooth 4.1, GPS
Sistema operacional: Android 5.1.1 Lollipop

Preço: R$ 999

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Leonardo
Leonardo - 17 de Agosto às 19:37
Eu possuo o Lenovo Vibe K5 e é melhor celular que tiver até hoje, alguns relatos sobre desempenho na resportagem não concordo. Rodo programas pesados, jogos e uso muito e nunca apresentou travamento ou queda de desempenho. Recomendo o smartphone em relação a custo é o melhor e desempenho dos concorrentes.