Brasilienses desenvolvem aplicativo sobre gravidez

Alunos da Universidade Católica de Brasília criam app Mami, que ajuda mulheres a tirarem dúvidas sobre o período da gestação e faz até a contagem dos movimentos dos bebês e das contrações

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/06/2016 16:32

UCB/Divulgação

Um aplicativo criado por alunos da Universidade Católica de Brasília (UCB) ajuda mulheres a tirar dúvidas sobre saúde, beleza, direitos e bem-estar no período da gravidez. Desenvolvido por um grupo de estudantes do Programa Educacional Brasileiro de Desenvolvimento para iOS (BEPiD), sob a supervisão do curso de Medicina e de Ciência da Computação, o APP Mami tem ainda o objetivo de acompanhar o desenvolvimento da gestação semanalmente. 

Em destaque na categoria Medicina, na Apple Store, desde a sua última atualização, feita no dia 6 de maio de 2016, o aplicativo já soma mais de 1.000 downloads. 
 
 
O app tem ainda ferramentas de mobilograma, que faz a contagem dos movimentos do bebê após as refeições (a gestante deitada com a barriga para o lado esquerdo o bebê deve se mexer ao menos três vezes no intervalo de uma hora), e de registro do número de contrações, que pode indicar o início do trabalho de parto e a necessidade de ir à emergência do hospital para atendimento médico. 

As mães podem escolher a cor de interface do app de acordo com o sexo do bebê (azul ou rosa), anexar fotos da barriga, do início ao final da gravidez, para gerar e exportar vídeos animados do crescimento da barriga. É possível ainda encaminhar todas as informações inseridas no aplicativo para o médico avaliar ou para manter um histórico. 

Faça o download gratuito aqui.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.