Internautas ironizam publicação da Abin sobre comportamento de terroristas

Entre as características de uma pessoa suspeita, segundo a agência, estariam o uso de "roupas, mochilas e bolsas destoantes das circunstâncias e do clima", além de atitudes "estranhas" e "intenso nervosismo"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/07/2016 18:29 / atualizado em 11/07/2016 18:35

Reprodução
 

 

Preocupado com o risco de um atentado terrorista durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o governo brasileiro está em busca de qualquer tática para evitar um eventual ataque. Do mesmo modo, nas redes sociais, os usuários estão em busca de qualquer informação que possa ser ironizada. E desde a última sexta-feira (8/7), o alvo dos internautas tem sido uma publicação da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) com dicas de prevenção ao terrorismo.

Em uma postagem no Facebook, a Abin pede que a população comunique ao "agente de segurança mais próximo" caso identifique alguém suspeito. Entre as características de uma pessoa suspeita, segundo a agência, estariam o uso de "roupas, mochilas e bolsas destoantes das circunstâncias e do clima", além de atitudes "estranhas" e "intenso nervosismo".

Leia mais notícias em Tecnologia


A publicação virou um prato cheio para os internautas fazerem graça. Um deles afirmou que "no Rio de Janeiro todo mundo é terrorista em potencial. Não importa o calor que faça, se o tempo fica nubladinho a galera já se veste como se estivesse em excursão pra Sibéria". Já o comentário com mais curtidas ironiza a classe política do país. "Cuidado ao ver um homem vestindo paletó e se dirigindo ao Congresso Nacional. Muitos parecem trabalhadores, mas não se engane com suas bolsas destoantes e intenso nervosismo".



 

Por causa da repercussão, a Abin divulgou uma nota oficial na tarde desta segunda-feira (11/7), dizendo que "tem realizado publicações no Facebook para a sensibilização da sociedade sobre situações potencialmente suspeitas de terrorismo". "O trabalho de prevenção é dificultado por não haver descrição, perfil ou comportamento que possa, de forma simples, direta e inequívoca, identificar um terrorista. No entanto, a combinação de pequenos indícios pode ser evidência de comportamento associado à intenção de prática terrorista.", explica a agência. "É desejável que a população brasileira perceba a importância da sua proximidade com as áreas de Inteligência e com órgãos de segurança para que se fortaleça, no país, a 'cultura de segurança'", completa.

 









 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.