Consumidores não se importam de pagar mais por UHD 4K

Pesquisa mostra que 96% das provedoras de serviços de vídeo e produtoras de conteúdo acreditam que consumidores e operadores adotarão novos aparelhos até 2020

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 31/08/2016 18:30 / atualizado em 02/09/2016 16:48

Um estudo feito pela Irdeto, lider mundial em segurança para plataformas digitais, em parceira com a empresa de análise SNL Kagan, constatou que provedoras de serviços de vídeo - como operadoras de TV por assinatura - e produtoras de conteúdo acreditam que consumidores pagarão a mais por serviços Premium em Ultra High Definition (UHD) 4K.


De acordo com dados da Pesquisa Global do Setor de UHD 4K 2016, que ouviu quase 500 empresas, 64% das provedoras; e 73% das produtoras defendem a ideia de que os consumidores estão dispostos a pagar de 10% a 30% a mais por suas assinaturas para ter acesso a tecnologia. O estudo constatou ainda que 96% destas companhias acredita que a TV UHD 4K fará parte da realidade de grande parte dos consumidores até 2020.


Para Gabriel Hahmann, Diretor de Vendas da América Latina e do Caribe da Irdeto, as produções trazem uma gama interessante de novas oportunidades, principalmente no combate a pirataria. "O conceito de UHD 4K está diretamente relacionado a resolução e as cores oferecidas. A ideia é ter um conteúdo ainda mais vibrante do que o do HD. Dentro da cadeia de ecossistemas do 4K, nós incluímos proteção e marcação de produções com uma ferramneta chamada de Marca d'água Forense. Com ela, é possível rastrear e localizar a fonte de possíveis vazamentos", explica.


Como qualquer novidade no ramo da tecnologia, desafios associados a custos e compatibilidade devem ser vencidos antes da adoção em massa. "O UHD 4K oferece um ecossistema completo e pede que toda a cadeia de distribuição implemente essa rede. Já que a grande maioria dos provedores está acostumado com apenas uma parte desta cadeia, esse é um dos maiores desafios. Isso, sem falar que o usuário final também tem que substituir o seu aparelho de TV."


Conteúdo Premium
A pesquisa atesta ainda que eventos esportivos ao vivo e lançamentos antecipados de filmes serão os maiores responsáveis pelo consumo de 4K: 65% e 59%, respectivamente. "Como toda tecnologia em todno do UHD implica em segurança e produção de conteúdo, os servidores podem aumentar a janela de entrega de produtos para o consumidor", atesta Gabriel.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.