Nintendo apresenta Switch, novo console com funcionamento híbrido

Videogame possui joystick desmontável e tela removível e estará disponível em março de 2017

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/10/2016 15:00 / atualizado em 20/10/2016 17:44

Nintendo/Divulgação

Depois de muita especulação, a Nintendo finalmente revelou o seu novo console. E não, ele não se chama NX, mas sim Switch. O aparelho terá comportamento híbrido - é possível jogar tanto na TV quanto em uma tela removível que fica dentro do videogame - e estará disponível em março de 2017. 

 

No video de apresentação, um homem está jogando The Legend of Zelda: Breath of the Wild quando seu cachorro "pede" para passear. O gamer então desmonta um dos controles especiais, encaixa nas laterais da tela removível e continua jogando, sem nenhuma interrupção, na versão portátil. Se preferir, o jogador pode usar o pézinho para apoiar a tela e usar os joysticks individualmente ou jogar com os controles padrões do Switch.

 

Em comunicado oficial o diretor de operações da Nintendo das Américas, Reggie Fils-Aime, declarou que o novo console oferece uma gama de opções tanto para o usuário quanto para as desenvolvedoras. "O Nintendo Switch permite que os jogadores tenham a liberdade de jogar onde quiserem. Ele oferece novas habilidades para os desenvolvedores de games trazerem novas visões criativas ao abrir os limites do conceito de jogar". 

 

 

Os jogos físicos serão lançados em cartuchos bem semelhantes aos do Nintendo 3DS. Além dos jogos produzidos pela própria Nintendo, como o novo Mario 3D, o console receberá títulos de grandes desenvolvedoras, como Activision, Konami, Sega, Warner Bros. Games e Ubisoft. 

 

Além das características híbridas, o Switch oferece uma experiência multiplayer diferente. Os jogadores podem se reunir, cada um com a sua tela, e jogar partidas em conjunto, tanto com os controles destacáveis quanto com os joysticks padrões. A Nintendo não anunciou quando o console deve chegar ao Brasil.

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.