Samsung Chromebook 3: básico, portátil e com bateria de sobra

Notebook da sul-coreana possui tela LED de 11,6 polegadas, processador Intel Celeron, 2GB de memória RAM e armazenamento na nuvem. Aparelho sai por R$ 949

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/12/2016 19:35 / atualizado em 16/12/2016 13:39

Álef Calado/Esp.CB/D.A Press
 

Durante a CES 2016, a Samsung apresentou a terceira geração do Chromebook. Diferentemente da maioria dos dispositivos disponíveis no mercado, ele não está equipado com Windows, Linux ou macOS; e sim, com um software próprio da Google, chamado Chrome OS. O sistema operacional oferece, basicamente, acesso a internet e a alguns aplicativos próprios do gigante das buscas, como Google Drive, Gmail e Youtube.


Para rodar o sistema, que não exige tanto, o Chromebook 3 está equipado com o processador de dois núcleos Intel Celeron N3050, de 1,6 GHz e 2 MB de cache, 2GB de memória RAM e 16GB de armazenamento em Flash Drive. Pode até parecer pouco, mas o conjunto é mais do que suficiente para responder e-mails, editar documentos, assistir vídeos e realizar outras tarefas do dia a dia. A integração total com a nuvem - no caso, o Google Drive - também oferece possibilidades interessantes e vai agradar quem já está acostumado com o serviço do buscador.  

 

Álef Calado/Esp.CB/D.A Press


Design

A terceira geração do Chromebook é bem bonita. A carcaça é em plástico e, pelo tamanho, lembra um netbook. Ele também é extremamente leve e fino: são apenas 1,15 kg e 1,79 cm de espessura, o que facilita bastante na hora de carregar na mochila ou na bolsa. O display é flexível e possui abertura de até 180º. O touchpad passou por algumas mudanças e está bem mais rápido e silencioso do que o dos modelos anteriores; só é preciso saber onde é para apertar e onde é para deslizar.

 

Álef Calado/Esp.CB/D.A Press
 


Bateria

Uma das vantagens do notebook é a vida útil da bateria. A Samsung garante até 11 horas de autonomia, mas durante os testes, em uso normal, o Chromebook aguentou até dois dias longe das tomadas. O carregador é outro diferencial, já que também é pequeno e leve e disponibiliza carga completa em no máximo duas horas.


Limitações

Apesar dos vários recursos, o Chromebook 3 também apresenta algumas limitações que podem chegar a atrapalhar. O teclado é uma delas. Visto que o computador foi desenhado, basicamente, para trabalhos de edição de texto e criação de documentos, investir em uma versão personalizada da formatação ABNT2 é uma falha a ser observada. Quem está acostumado com o posicionamento tradicional vai precisar de alguns dias para se adequar a falta do “Caps Lock”, por exemplo, que foi substituído por um ícone de busca no Google.


Assim como o Windows não aceita programas desenvolvidos para MacOS, o Chrome OS só reconhece os aplicativos e extensões da Chrome Web Store, loja de apps do navegador. Então, nada de Word, Excel, Power Point, Paint, ou qualquer aplicação que não esteja disponível na Web Store. É claro que sempre dá para usar uma solução semelhante, mas a experiência não é a mesma e a limitação pode frustrar em alguns momentos.  

 

Álef Calado/Esp.CB/D.A Press
 

 

Vale a pena?

Tudo vai depender do uso. Se você não se importa com as limitações e costuma usar o computador apenas para trabalhos on-line e consegue se virar bem com os recursos que estão disponíveis, e está procurando um notebook bom e que não seja tão caro, o Chromebook é o ideal. Agora, se você tem o costume de instalar programas e não vive sem aquele RPG, o mais indicado é investir em um computador tradicional.  

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.